11 997523917

NO AR

Deprima

deprima.com.br

Esporte

Mais um gol para a liberdade de expressão e respeito

Em podcast, Richarlyson assume bissexualidade e pede mudanças no futebol

Publicada em 25/06/22 às 16:22h - 25 visualizações

por Filipe Queiroz


Compartilhe
 

Link da Notícia:

Richarlyson caminho dos ídolos São Paulo FC  (Foto: Divulgação / Facebook)

Após quase um ano de sua aposentadoria, o meia Richarlyson deu uma declaração bombástica na mídia esportiva. Em participação no Podcast "Nos Vestiários dos Armários" o ex-jogador multicampeão conversou abertamente com os entrevistadores e convidados e resolveu falar sobre sua vida pessoal.

Campeão mundial e da Libertadores pelo São Paulo em 2005, ele afirmou que sempre sofreu muito com suspeitas sobre sua sexualidade mas nunca misturou o lado profissional com o pessoal, um dos motivos para não ter falado a respeito de sua orientação sexual. Mas neste final de semana ele enfim revelou que é bissexual. "A vida inteira me perguntaram se sou gay. Eu já me relacionei com homem e já me relacionei com mulher também. Só que aí eu falo hoje aqui e daqui a pouco estará estampada a notícia: 'Richarlyson é bissexual'. E o meme já vem pronto. Dirão: 'Nossa, mas jura? Eu nem imaginava' ".

Rick, como é conhecido, usou da ironia para explicar que já sofria este preconceito antes mesmo de assumir sua orientação, por isso não se importava em contar o que muitos queriam saber. Ele afirmou que isso não muda em nada, pois as pessoas precisam encarar a homossexualidade no futebol e na vida como algo natural, sem preconceito ou esteriótipos. Segundo o tricampeão brasileiro pelo tricolor (que também atuou por Atlético-MG ganhando a inédita Libertadores pro Galo), a situação não vai mudar porque ele se assumiu bi, as declarações dele não melhora em nada a homofobia. "Infelizmente, o mundo não está preparado para ter essa discussão e lidar com naturalidade com isso", lamentou.

Independente da esperança do ex-atleta e atual comentarista da Rede Globo na mudança de cenário, as declarações dele foram importantes sim, pois no mundo do futebol, assim como em todas as áreas, existem profissionais que ainda têm medo de assumirem sua sexualidade por conta do preconceito. Na Europa, Griezmann se assumiu homossexual há alguns anos e gerou comentários, porém lá o preconceito não foi tão forte como é aqui. Na liga brasileira de vôlei, Douglas Souza assumiu sua orientação e simplesmente foi humilhado por torcedores do clube em que atuava na época.

No esporte e na vida, vencer o preconceito é necessário, mesmo com a discordância de opiniões (que é legítima e move uma sociedade livre e democrática) devemos manter o nível de respeito com todas as pessoas, sobretudo no futebol que ainda infelizmente é um esporte dominado pelo machismo e demais atitudes preconceituosas. A zueira no futebol não deve morrer, os gritos de torcida como "bambi", "gambá", "porco", "galinha", "mulambo", "pó de arroz" ou "marias" pode ainda manter a boa rivalidade entre as torcidas, mas tudo tem um limite e quando isso ultrapassa o âmbito da brincadeira e vira desrespeito, as coisas mudam de figura, onde a justiça deve ser acionada, inclusive.





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

Copyright (c) 2022 - Deprima
Converse conosco pelo Whatsapp!