• Vinicius Rodrigues

É, PALMEIRAS...SERÁ PELA CAMISA




Um certo dia estive assim, sozinho no Pacaembu olhando fixamente ao gol do tobogã, sozinho também esteve por ali o William, e por muito pouco não deu ao Palmeiras a vaga para semifinal.


Do lugar que eu estava era distante, longe agora está a obsessão do torcedor pela América, terá que aguardar pelo menos mais um ano, e pra isso é necessário garantir uma vaga pelo Brasileirão.


O Palmeiras não perdeu apenas dentro de campo, tem se perdido principalmente fora dele, com um técnico que muitas das vezes, ou na maioria delas é arrogante, prepotente. Palmeiras que tem uma direção de pessoas omissas que se escondem e nunca aprecem.


Por falar em se omitir, os jogadores adotaram o mesmo dilema e pós jogo também fugiram, tiveram uma atitude covarde que demonstra a falta de personalidade de muitos quando algum problema aparece.


O Palmeiras que ficou devendo uma resposta ao seu torcedor, fica cada dia mais difícil e complicado para o amante acompanhar seu clube com a postura que as pessoas que dirigem o Verdão adota, treinamento fechado para imprensa, no intervalo nenhum jogador pode falar, o presidente não aparece, dentre outras coisas.


Palmeiras que infelizmente tem se afastado do seu maior patrimônio, o torcedor, todos nós sabemos que o verdadeiro Palmeiras não é assim. O Palmeiras é seu, é meu, é nosso, o Palmeiras é de todos. Mas nos últimos anos todos os rivais e imprensa tem odiado tal postura daqueles que comandam o clube.


Palmeiras que pode mais do que tem mostrado, mas precisa mudar muita coisa. Verdão que tem o Brasileirão ainda em disputa, seu principal rival para conquista será ele mesmo, porque já provou que pode render mais do que vem rendendo.


O caminho para o nacional é nítido que o Palmeiras sabe como ninguém, não atoa, todos entoam em alto e bom som, “quem tem mais, tem dez”, por mais difícil que seja, o momento agora nos exige virar a página, quem sabe não chegamos até a número 11, para bom entendedor meia palavra basta, mas pra ser mais exato, o torcedor espera no mínimo o Hendeca, para minimizar o que tem sentido agora.


Se o título vai vir ou não, ninguém sabe ao certo. Certeza mesmo é que eu estive sozinho nesses últimos dias, sozinho também esteve o Bigode na terça-feira, mas o amor incondicional que o torcedor tem pela Sociedade Esportiva Palmeiras, me deixa afirmar friamente que jamais o clube estará sozinho.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud