• Evelyn Cristina

A inesperada pick #1: Conheça um pouco do gigante deandre ayton

Com licença... Vocês tem um minutinho para ouvir a palavra sobre a primeira escolha do draft de 2018?


Foto: Barry Gossage/NBAE

Lhes apresento Deandre Edoneille Ayton, nascido em 23 de julho de 1998 na cidade de Nassau, Bahamas. O pivô/ala-pivô foi draftado na primeira escolha pela equipe de Phoenix Suns, desbancando Luka Doncic, que a maioria apostava que seria escolhido primeiro devido sua boa fama.

Durante o colegial, Ayton estudou em San Diego, Califórnia, e atuou no time de basquete durante dois anos, levando a equipe de Balboa City School a um recorde de 17-14 em seu segundo ano, na temporada de 2014-2015, obtendo média de 21 pontos, 16 rebotes e 3.8 bloqueios por jogo, transferindo-se após o verão para Hillcrest Prep Academy, em Arizona, Phoenix.

Em seu segundo ano do ensino médio, já em Arizona, se tornou companheiro da segunda escolha do draft de 2018, Marvin Bagley III. Nessa temporada de 2015-2016, Ayton aumentou consideravelmente sua média de pontos, tendo números de 29.2 pontos, 16.7 rebotes e 3.8 bloqueios por jogo.

Deandre em sua estreia pela Universidade do Arizona, obteve a 7ª melhor pontuação para um calouro em Arizona com 19 pontos, sendo usado pelas primeiras vezes durante a temporada como ala-pivô, deixando de ser apenas pivô. Contra a equipe de Stanford em 20 de janeiro de 2018, Ayton somou 6 bloqueios durante o jogo, fazendo empatar como maior número de bloqueios em um único jogo para a equipe do Arizona.

Ayton registrou 17 jogos com 20 pontos ou mais, além de incríveis duplo-duplos em 23, de 34 jogos. Porém, se sua primeira temporada na universidade foi um sucesso, seus últimos meses lá não foram tão bons assim. Em 23 de fevereiro de 2018, O FBI interceptou uma ligação que ocorreu em 2016, enquanto o pivô ainda estava na Hillcrest Prep Academy entre Sean Miller, treinador da equipe e Christian Dawkins, para discutir um pagamento de cem mil dólares a Ayton para que ele entrasse na universidade, tendo seus custos todos bancados por ele.

O técnico Miller foi suspenso de treinar o time no jogo seguinte, mas Deandre estava permitido de jogar. E jogou muito bem. Anotou 28 pontos, 18 rebotes e 4 bloqueios na derrota na prorrogação para Oregon. Em 3 de março de 2018, após uma vitória contra Califórnia, onde Ayton anotou seu career-high de 20 rebotes, ele e mais dois companheiros receberam a notícia do treinador de que estariam entrando no draft de 2018 da NBA no final da temporada.

O pivô teve algumas vitórias pessoais durante seu tempo de colegial e universidade, como sendo nomeado o jogador do ano e mais importante do torneio Pac-12, se tornou um membro da equipe principal do All-Pac-12 tanto através da votação popular, quanto da votação da imprensa. Ganhou também o prêmio “Karl Malone”, que é dado para o melhor ala-pivô do college, além de ter sido escolhido um dos três calouros a fazer parte do All-American First Team, junto de Marvin Bagley III e Trae Young.

Ao ser draftado como primeira escolha por Phoenix Suns, se tornou a primeira escolha da história a ser escolhida pelo mesmo estado em que jogou durante o ensino médio e universidade.

Na summer league, em 6 de julho, a estreia de Ayton foi discreta, com apenas 10 pontos e 8 rebotes na vitória sobre Dallas Mavericks por 92-85. No dia seguinte, contra Sacramento Kings, Ayton brilhou com 21 pontos e 12 rebotes. Nos cinco jogos da pré-temporada, Deandre teve uma média de 18.2 pontos, 9.8 rebotes, 2 bloqueios, 1.4 assistências e 0.8 roubadas de bola, liderando todos os quesitos entre os jogadores que disputavam o torneio.

Em sua estreia na NBA, no dia 17 de outubro de 2018, Ayton anotou um duplo-duplo de 18 pontos (8/11 FG), 10 rebotes, 6 assistências e 1 roubo de bola em 36 minutos jogados na vitória por 121-100 contra a equipe de Dallas Mavericks. Em 27 de outubro, na derrota para a equipe de Memphis Grizzlies, Ayton registrou 24 pontos em 12/13 tentativas, sendo quase perfeito, além de 5 assistências.


Foto: Jennifer Pottheiser/NBAE

Nosso rookie se tornou o segundo estreante, em 40 temporadas, perdendo apenas para Adam Keefe, a marcar pelo menos 12 chutes com uma porcentagem de 90% ou mais de field goal. Nos últimos seis jogos disputados, Phoenix Suns está com quatro vitórias e apenas duas derrotas e Ayton tem uma média de 20.3 pontos, 15 rebotes, 1.3 assistências, 1.3 bloqueios e 0.6 roubadas de bola por jogo. Além disso, no último jogo contra Orlando Magic, nosso novato teve um bloqueio preciso, que sem dúvidas ajudou a equipe a vencer na prorrogação.

A média total do “novo Shaq”, como foi chamado por um dos GMs do Suns é de 16.3 pontos, 10.9 rebotes, 2.3 assistências por jogo, 59.9% FG e 77% FT. A evolução de Deandre Ayton vem sendo visível até para aqueles que se negam a enxergar. O rookie está provando para os torcedores que a aposta nele ao invés de Doncic vale a pena e que poderá dar grandes alegrias para a equipe do Arizona, basta dar tempo ao garoto.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud