• Felipe Mina

Bateu na Trave


São Paulo e Atlético-PR ficam no 0 a 0 (Foto: redes sociais Atlético-PR)

Pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo recebeu o Atlético-PR no estádio do Morumbi. Com destaques paras as bolas na trave que evitaram os gols na partida, sacramentando o 0 a 0.


O Tricolor não vem de um bom momento, onde não vence há nove jogos, contanto com as derrotas para Palmeiras e Internacional, confrontos diretos, considerados pelos torcedores a perda da briga pelo título.


Coincidentemente, no primeiro turno, os três pontos conquistados contra o Furacão em Curitiba marcou a quebra de um tabu que já durava anos, sendo a primeira vez que os são-paulinos venceram na Arena da Baixada. Além disso, foi a primeira de oito vitórias em nove jogos, que os deixaram na liderança do campeonato por tanto tempo.


Já o Rubro Negro, dono do melhor desempenho fora de casa do Brasileirão, mas ao contrário, também é detentor do pior fora de casa, com nenhuma vitória fora de seus domínios, mas que sonha com uma vaga para Libertadores do ano que vem.


Com alguns desfalques, Diego Aguirre não pode contar com Bruno Peres e Anderson Martins, suspensos e Éverton que segue lesionado. O treinador optou pela volta de Arboleda na zaga, e as improvisações de Araruna na lateral-direita e Reinaldo como ponta-esquerda. Talvez pressionado pelos maus resultados, Aguirre realizou outras mudanças, a fim de mudar o desempenho da equipe, com Luan no meio de campo no lugar de Jucilei, e Gonzalo Carneiro na vaga de Nenê, recuando Diego Souza para armação das jogadas.


As mudanças não demoraram para dar resultado, seja negativamente com Araruna em um mal recuo para Jean, ou positivamente, com uma bela jogada de Carneiro, que interceptou o passe no ataque com lindo “drible da vaca”, conseguiu achar Diego Souza na área, que mandou a primeira bola na trave da noite.


Pablo, com 13 gols no campeonato, um a menos do artilheiro Gabigol, era quem mais trazia perigo no lado Atleticano. No segundo tempo, o centroavante, com um belo “drible de corpo”, finalizou bem ao gol de Jean, que com desvio, foi para fora.

Em descida pela esquerda, Renan Lodi acertou ótimo cruzamento, na cabeça do mesmo Pablo, e a bola parou mais uma vez no travessão.


Já aos 15 minutos da etapa complementar, Nenê foi à campo no lugar de Diego Souza, alteração que já parecia planejada pela comissão técnica. O meia trouxe mais qualidade ao time, até com uma finalização na trave, mas parecia não ser o suficiente. Já nos acréscimos o camisa 10 cobrou escanteio e Bruno Alves cabeceou bem, mas Santos operou um milagre em excelente defesa.


Jean não ficou para trás, na mesma jogada, o Furacão chegou em contra ataque com Pablo, novamente, mas o goleiro tricolor saiu bem e conseguiu abafar o chute e evitou a derrota.


O resultado não foi bom para os mandantes, que continuam sem vencer, agora são em dez jogos, e estacionam na 4ª colocação. Os Paranaenses também permaneceram na 8ª se voltam para as quartas-de-final da sul-americana contra o Bahia nesta quarta-feira (24), enquanto o Tricolor só volta a campo na sexta-feira contra o Vitória, pela 31ª rodada do Brasileirão.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud