• Victor Luís

BRASIL ENCARA REPÚBLICA TCHECA, DE OLHO NA COPA AMÉRICA


Crédito da Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira enfrenta hoje (26), às 16h45 a República Tcheca, será o último amistoso antes de convocar o time para Copa América, que será disputada no Brasil.


Os comandados do técnico Tite apenas empataram contra o Panamá. Foram 17 chutes do Brasil contra seis do Panamá, uma posse de bola brasileira de 78%, além dos 611 passes trocados, ao contrário dos 179 do adversário. Porém, nada justifica o empate no final da partida, 1 a 1 foi vergonhoso.


Talvez, seja o momento de Coutinho ir para o banco de reservas, já que o atleta não vive um bom momento na carreira. Paquetá pode substituí-lo, abrindo espaço para Everton (Grêmio) ou David Neres (Ajax).


O Brasil continua fabricando um grande número de bons jogadores, mas o único craque é Neymar. Um dos motivos de Neymar não ter conquistado a Copa do Mundo, é a falta de grandes craques para atuarem ao seu lado, além de alguns problemas fora dos gramados.


Tentarei entender, o motivo da saída de Arthur para o amistoso de hoje, Allan (Napoli) jogará em seu lugar. Independente do resultado no amistoso contra os tchecos, Tite e seus atletas jogarão os primeiros confrontos da Copa América sobre pressão, até por caírem no grupo mais fraco da competição, com: Bolívia, Peru e Venezuela.


Ficha técnica: República Tcheca x Brasil


Local: Eden Arena, em Praga

Data e horário: terça-feira, às 16h45 (de Brasília) BRASIL: Alisson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro; Allan, Paquetá, Coutinho e Richarlison; Firmino. Técnico: Tite Reservas: Ederson, Weverton, Fagner, Militão, Miranda, Alex Telles, Fabinho, Arthur, Felipe Anderson, Everton, David Neres e Gabriel Jesus REPÚBLICA TCHECA: Pavlenka, Coufal, Celutska, Suchy e Selassie; Soucek; Pavelka, Masoput, Darida e Zmrhal; Schick. Técnico: Jaroslav Silhavy