• Leonardo Cruz

CHARLES DO BRONX ATROPELA JARED GORDON RATIFICANDO SEU BOM MOMENTO NO UFC


(Divulgação UFC)


No último sábado (16/11), a capital paulista recebeu mais uma edição do UFC. O card contou com vários lutadores brasileiros, dentre eles, o ex-campeão Maurício Shogun que fez a luta co-evento principal contra Paul Craig, Ronaldo Jacaré que fez o combate principal contra o polonês Jan Blachowicz, em luta válida pela categoria peso meio-pesado, além de Charles do Bronx buscando manter seu bom momento contra o perigoso Jared Gordon.


Das sete lutas válidas pelo card preliminar, destaque para Ricardo Carcacinha que lutando na categoria peso-pena, venceu Eduardo Garagorri por finalização ainda no round inicial.


Desde os primeiros instantes da luta, o brasileiro Carcacinha buscou controlar o centro do octógono, impondo dificuldades ao seu adversário. Aplicando boas combinações de sócios e chutes, Ricardo não permitia que Garagorri conseguisse desenvolver seu jogo da melhor forma.


Com o passar do round, Carcacinha começou a tentar levar o combate para o solo, mas o lutador uruguaio atento, não permitia a investida do brasileiro. Faltando pouco tempo para o final do primeiro round, Ricardo Carcacinha conseguiu subir nas costas do rival e com paciência, encaixou um mata-leão, soltando somente quando Garagorri bateu em desistência.


Com este triunfo, o brasileiro Ricardo Carcacinha alcançou a marca de quatorze vitórias na carreira, a segunda consecutiva no UFC, enquanto o uruguaio Eduardo Garagorri sofreu sua primeira derrota como profissional.


(Getty Image)


Nas lutas válidas pelo card principal, no co-evento principal da noite, o brasileiro Maurício Shogun empatou com o escocês Paul Craig em luta válida pela categoria peso meio-pesado.


A luta foi muito equilibrada durante todos os três rounds, com alguns momentos de superioridade para cada oponente como no primeiro round em que Craig chegou a castigar o brasileiro, quase conseguindo o knockout, mas sem a contundência necessária para terminar o combate. Mesmo demonstrando certo cansaço, Shogun resistiu bravamente e nos minutos finais ainda tentou incomodar o rival com boas sequências de golpes.


No segundo round, Mauricio Shogun foi superior, recuperado das dificuldades dos cinco minutos anteriores, controlou o combate, provando a queda de Craig, mas o brasileiro não conseguiu se aproveitar para conseguir o knockout, o escocês por sua vez, mesmo no solo, se defendeu muito bem, anulando qualquer tentativa do brasileiro.


No terceiro round foi o mais equilibrado, os lutadores, já bem cansados, tinham dificuldades para conseguir impor alguma pressão no oponente. Shogun até conseguiu levar Craig para o solo novamente, mas como no round anterior, não obteve êxito em suas tentativas de encaixar algum golpe que lhe desse a vitória.


Com este empate, o brasileiro Maurício Shogun mantém o bom momento em que perdeu apenas uma luta das últimas seis disputadas. Em contrapartida, o escocês Paul Craig não consegue emplacar uma sequência de vitórias, ratificando seu momento de instabilidade dentro da organização.



(Divulgação UFC)


Na luta principal, o brasileiro Ronaldo Jacaré enfrentou o polonês Jan Blachowicz buscando recuperar seu prestígio no Ultimate para futuramente disputar o cinturão da categoria peso meio-pesado. Mas a derrota por decisão dividida frustrou o manauara.


Durante os cinco rounds a luta se desenhou praticamente da mesma forma, pouco ativos, os lutadores passaram a maior parte do combate estudando o adversário, sem o ímpeto necessário para definir a luta com um knockout ou finalização. Jacaré tentou por diversas vezes levar o combate para o solo mas atento, Blachowicz conseguiu impedir com êxito as investidas do brasileiro.


Em poucos momentos, os dois lutadores ameaçaram partir para trocação, o polonês chegou a tentar algumas combinações de socos e chutes mas Ronaldo Jacaré na maior parte das vezes se esquivava com muita categoria. Em determinado momento, o público presente no Ginásio do Ibiraquera chegou a vaiar os lutadores pela falta de combatividade.


Ao final da luta, os árbitros deram a vitória por decisão dividida para o polonês Jan Blachowicz que agora tem vinte e cinco triunfos em seu cartel. Enquanto Ronaldo Jacaré perdeu pela oitava vez carreira e a quarta nas últimas seis lutas disputadas no UFC.



(Getty Images)


O maior destaque do UFC São Paulo foi a espetacular vitória do brasileiro Charles do Bronx que precisou de menos de dois minutos para vencer por knockout Jared Gordon, em luta válida pela categoria peso-leve.


A luta começou com grande intensidade, com os dois lutadores buscando o knockout ainda no round inicial. Do Bronx, empurrado pela torcida, encurralou o adversário, tentou levar o combate para o solo, defendido bem por Gordon que conseguiu acertar um jab no brasileiro, na sequência, o estadunidense tentou aplicar outros golpes, mas Charles fintou com grande habilidade, conectando combinações de socos, derrubando o adversário, só parando de bater com a interrupção do árbitro.


Com a vitória, o brasileiro Charles do Bronx, que se aproxima da disputa pelo cinturão, mantém ótima sequência com seis triunfos consecutivos e vinte e oito vitórias em seu cartel. Já o estadunidense Jared Gordon, sofreu a quarta derrota na carreira profissional.


DEMAIS RESULTADOS DO UFC SÃO PAULO:


CARD PRINCIPAL:


André Sergipano venceu Antônio Arroyo por decisão unânime;

Wellington Turman venceu Markus Maluko por decisão unânime.


CARD PRELIMINAR:


James Krause venceu Serginho Moraes por knockout no 3° round;

Francisco Massaranduba venceu Bobby Green por decisão unânime;

Randy Brown venceu Warlley Alves por finalização no 2° round;

Douglas D'Silva venceu Renan Barão por decisão unânime;

Ariane Lipski venceu Isabela de Pádua por decisão unânime;

Tracy Cortez venceu Vanessa Melo por decisão unânime.