• Leonardo Mendes

CHOQUE-REI NA FINAL DO PAULISTÃO

O São Paulo e Palmeiras se enfrentaram nas finais do Paulista nos dias 20, no Allianz, e 23 de maio no Morumbi.


Final do Paulistão será entre São Paulo x Palmeiras. (Foto: Reprodução Twitter)


A final do Paulistão está definida! São Paulo e Palmeiras iram medir suas forças em busca de mais um titulo regional. O tricolor, dono da melhor campanha e melhor ataque da competição, busca quebrar a seca de títulos, que se arrasta a nove anos. Já o Verdão busca sua 24º conquista regional e a mais uma para a era Abel Ferreira.


Por conta do calendário apertado ocasionado pela pandemia do novo corona vírus, o Palmeiras solicitou o adiamento no clássico contra o Cortinhians,na segunda rodada do Paulistão, pois tinha poucos dias para descansar seus atletas. Porém a FPF - Federação Paulista de Futebol - não acatou e decidiu manter o jogo, que acabou empatado por 2 a 2. Deste momento em diante, o Palmeiras decidiu não dar a devida importância ao campeonato, usando a equipe reserva e com inúmeros jogadores da base. Tanto que se classificou na última rodada após vencer a Ponte Preta e contar com a vitoria do rival alvinegro.


Já o tricolor comandado por Hernán Crespo fez por merecer para chegar na final do Paulistão. Dono da melhor campanha do campeonato, o São Paulo jogou com seriedade desde da primeira partida, mesclando a equipe quando necessário graças ao calendário apertado, e conseguiu se classificar com antecedência, apenas perdendo uma partida em doze disputadas.


O time comandado por Abel Ferreira teve um caminho mais difícil até a final. Nas quartas de finais enfrentou o bom time do Red Bull Bragantino, que deu um trabalho para a defesa palmeirense, mas com gol de Rony, conseguiu a apertada vitória. Já o tricolor enfrentou a Ferroviária, que contava com Renato Cajá - que fez um golaço de falta - e o artilheiro da competição, Bruno Mezenga, que chegou a dar alguns sustos no começo, mas após o primeiro gol, marcado por Gabriel Sara, abriu os caminhos e chegou a vencer por 4 a 2 a equipe do interior.


Pelas semi-finais, o Palmeiras teve mais uma pedreira. Encarou o Corinthians, jogando na arena do adversário. Mesmo com a fase ruim do rival, que tinha acabado de ser eliminado na Copa Sul-Americana em uma goleada sofrida pelo Penãrol-URU, o jogo era difícil. Porém a dificuldade não saiu do papel e o Palmeiras venceu por 2 a 0 com tranquilidade, mostrando que, mesmo que dependia do rival para estar naquela fase, não estava para brincadeira.


Já o São Paulo teve uma missão teoricamente fácil. Vencer o Mirassol em casa e se garantir em mais um final de Paulistão. Se você analisar friamente o placar de 4 a 0 você vai pensar que o São Paulo jogou muito mais que a equipe do interior durante os 90 minutos. Mas não foi bem por ai. Até sair o gol do Arboleda quase nos acréscimos do primeiro tempo, o jogo era muito equilibrado, e com até bons ataques do Leão. Mas a segunda etapa, jogando em vantagem, foi totalmente do São Paulo, que goleou e mostrou para o que veio.


Agora na final do Paulista, o confronto entre Palmeiras e São Paulo vai nos proporcionar, além de um grande jogo, um embate entre dois gringos de sucesso. Abel Ferreira e Hernán Crespo, um com status de ídolo e campeão mesmo com pouco tempo de clube, e outro recém chegado mas que vem fazendo um belo trabalho, relembrando times de glorias do São Paulo. O resultado é incerto, mas o que sabemos com toda certeza é que iremos ter um jogo de grande nível, seja dentro das quatro linha, seja na área técnica.