• Bianca Manoel

CONFIANÇA NO FIO DO BIGODE: SCOLARI RETORNA AO PALMEIRAS PELA TERCEIRA VEZ EM BUSCA DE TÍTULOS


Luiz Felipe Scolari, pela terceira vez, é o novo técnico do Palmeiras. Foto: Maurício Lima/ AFP

Logo após mais uma derrota pelo campeonato brasileiro na última quarta-feira (1x0 contra o Fluminense), o Palmeiras anunciou, já na madrugada de quinta, a demissão do técnico Roger Machado e não demorou muito para que o nome de seu substituto fosse revelado: Luiz Felipe Scolari.


O antigo treinador palmeirense até possuía os números a seu favor, mas nunca contou com grande apoio da torcida. No comando da equipe desde janeiro, Roger obteve 27 vitórias, 9 empates e 8 derrotas no total. Mesmo contestado pelos torcedores do mau desempenho da equipe, levou o verdão à melhor campanha da primeira fase da Copa Conmebol Libertadores e às quartas de final da Copa do Brasil. Em contrapartida, pesa negativamente a derrota para o Corinthians, seu maior rival, dentro de casa na final do Campeonato Paulista, mesmo tendo vencido o primeiro jogo na casa do adversário.


Aliadas à essa derrota, a passividade do treinador em jogos importantes, a incapacidade do time em manter placares favoráveis mesmo saindo na frente e escalações seguidas de substituições contestáveis encerraram os sete meses de trabalho com uma certeza, tanto para dirigentes quanto para torcida: mais que a mudança dentro de campo, era necessária uma mudança na postura do time.


Diante desse contexto, após 6 anos de sua última passagem, Felipão retorna ao Verdão com um só objetivo: transformar o elenco mais caro do futebol brasileiro em um time campeão.


Pela terceira vez no comando alviverde, espera-se que Scolari traga uma nova cara ao futebol palmeirense: um jogo não dos mais táticos, mas o “pulso firme” com jogadores, uma boa relação interna e de torcedores, mas principalmente a experiência e especialidade do “Bigode” em mata -mata , renasce “o verde da esperança” diante das fases decisivas da Copa do Brasil e Libertadores.


Felipão, que tem contrato até o final de 2020, chega com o preparador de goleiros Carlos Pracidelli e o auxiliar Paulo Turrano ao CT do Palmeiras já na próxima semana.