• Leonardo Cruz

CORINTHIANS: UMA MISTURA DE FUTEBOL RUIM COM BONS RESULTADOS


Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians


Após a vitória contra a Chapecoense na noite de ontem (02/10), pelo placar de 1x0 jogando na Arena Condá, a equipe comandada por Fábio Carille ratificou sua posição entre os times que vão garantir vaga direta para a fase de grupos da Libertadores do próximo ano. Mesmo conquistando resultados importantes, o Corinthians ainda não consegue convencer boa parte de seus torcedores, devido ao baixo nível do futebol apresentado dentro de campo.


É inegável que o Corinthians possui jogadores com boa qualidade técnica, e ainda assim, em diversas partidas, demonstra muitas dificuldades para criar jogadas ofensivas, e isto ocasiona em uma baixa produtividade e um número limitado de gols marcados, impedindo assim, que o time possa vencer as partidas com maior tranquilidade.


Dono da melhor defesa deste Brasileirão, o Corinthians mantém um estilo defensivo sólido desde quando Mano Menezes assumiu o comando técnico do alvinegro em 2008. Ao longo desta última década e mesmo tendo diversas mudanças de jogadores e treinadores, a consistência defensiva permanece a mesma.


Desde quando retornou ao Corinthians em janeiro, Fábio Carille, que conquistou o título paulista deste ano contra o São Paulo, tem o desafio de dar um padrão a sua equipe. Neste período, mais de vinte jogadores foram contratados e boa parte deles já ganhou oportunidades para demonstrar seu potencial.


O que o treinador do Corinthians insiste em não modificar é seus sistema de jogo, independente das peças que entram em campo, Carille gosta de montar seu time com apenas um armador e dois jogadores abertos pelas pontas, atletas estes que ainda possuem a importante função de marcação quando o adversário estiver com a posse de bola.


Este sistema adotado já foi vencedor em outros momentos no Corinthians, inclusive com o próprio Fábio Carille, mas para que dê certo novamente, talvez seja necessário que jogadores com outras características sejam incorporados ao elenco, já pensando e fazendo uma projeção para o próximo ano.


Analisando a postura da equipe nesta fase da temporada, o Corinthians não pode se limitar a vencer os seus jogos apenas contando com lampejos de alguns atletas, como foi o caso da partida de ontem contra a Chapecoense. Se a equipe busca ter tranquilidade para permanecer até o final do campeonato nas primeiras colocações, será necessário produzir mais, ter uma maior variação de jogadas ofensivas e melhorar o nível das finalizações para conseguir fazer mais gols.


Ao mesmo tempo que o Corinthians possui a defesa menos vazada do Brasileirão, possui também um ataque pouco efetivo, marcou apenas 25 gols em 22 jogos, o que dá uma média de 1,13 gols por partida, um número que deixa a desejar para uma equipe que sonha em terminar o ano entre os primeiros colocados do campeonato. Após a parada para a Copa América, o time demonstrou boa evolução ofensiva, passou a criar mais oportunidades e finalizar mais vezes ao gol do adversário, mas com o passar do tempo, vem demonstrando muita instabilidade, alternando entre boa partidas e jogos ruins.


E para conseguir praticar um futebol que dê maior segurança aos torcedores, Fábio Carille precisa fazer com que alguns jogadores como Clayson, Vágner Love, Fágner e Jr. Urso evoluam seus níveis de atuação para assim ter vitórias com maior consistência, tranquilidade e com isso, finalizar o ano da melhor forma possível, com no mínimo a vaga para a fase de grupos da Libertadores garantida.


© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud