• Leonardo Cruz

DERBY EMPATADO EM NOITE MÁGICA DE CÁSSIO


Foto: Agência Corinthians


Na noite deste domingo, 04/08, o Corinthians empatou pelo placar de 1x1 contra o Palmeiras em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. O jogo foi realizado em Itaquera, localizado na cidade de São Paulo.


Na escalação inicial do Corinthians, o técnico Fábio Carille optou por não mudar os jogadores que vinham sendo mantidos como titulares, sendo assim, Sornoza continuou como o principal meia da equipe, mesmo tendo Mateus Vital em excelente fase e sendo um dos maiores destaques na partida pela Copa Sul-Americana contra o Montevideo Wanderers.


Mostrando evolução nas últimas partidas, o Corinthians demorou a entender a dinâmica do jogo, dominado pelo Palmeiras nos primeiros minutos, teve Cássio como seu melhor jogador neste período de pressão palmeirense, fazendo defesas que evitaram que os visitantes abrissem o placar.


Aos poucos, o Timão começou a impor seu estilo de jogo, com boas trocas de passes e movimentações dos rápidos atacantes. Foi em um desses momentos, que Fágner escapou pela direita e sofreu falta de Diogo Barbosa, na cobrança de Sornoza, Manoel subiu mais que a defesa para abrir o placar.


Com o resultado favorável, o Corinthians se aproveitou da fragilidade emocional do Palmeiras e controlou totalmente o jogo, mas em poucos momentos conseguiu finalizar com precisão no gol defendido por Weverton, quesito este que havia melhorado nos últimos jogos, mas voltou a ser problema no Derby. O raro lance de trabalho dado ao goleiro palmeirense aconteceu em uma finalização de Jr. Urso que desviou na defesa e quase encobriu o arqueiro.


Na segunda etapa, Carille não modificou o time que começou até exercendo certa pressão no adversário, mas, após cobrança de falta do Palmeiras, Love em um momento de infelicidade afastou mal a bola e Deyverson cruzou na medida para Felipe Melo empatar o jogo. Tudo isso com apenas três minutos de jogo.


Ao longo da segunda etapa, percebendo a queda de rendimento da equipe, o técnico do Corinthians fez algumas alterações para tentar modificar o cenário do jogo. A entrada de Matheus Jesus no lugar de Gabriel, não surtiu grande efeito, o jovem jogador teve poucos momentos para contribuir ofensivamente com a equipe. Jr Urso não conseguiu repetir as boas atuações de outrora, auxiliou na marcação, mas errou muitos passes comprometendo o setor de criação do alvinegro.


Mateus Vital entrou para dar vida ao meio-campo que estava com pouca mobilidade com Sornoza, e foi exatamente o que aconteceu. Com Vital, o time teve mais velocidade e as jogadas foram criadas com mais qualidade, o meia tem muito entrosamento com Pedrinho o que facilita nas investidas ofensivas do time de Carille. Clayson fez outra boa partida, habilidoso, colocou a defesa do Palmeiras em perigo na maior parte de suas arrancadas, mas em muitos desses momentos esteve isolado, o que dificultou na continuidade das boas jogadas criadas por ele.


Outro jogador que apareceu pouco na partida foi o centroavante Vágner Love, bem marcado pelos zagueiros palmeirenses, teve poucas chances para finalizar, errou no momento de afastar a bola no gol de empate, mesmo assim, não deixa de correr e se dedicar durante toda a partida.



Foto: Ricardo Moreira


O destaque final com certeza tem que ser para o jogador que caminha a passos largos para ser o maior ídolo da história do Corinthians, Cássio fez mais uma partida exuberante, defesas incríveis, como na cabeçada de Deyverson nos minutos finais do jogo. Em outros lances, mesmo que de impedimento, o arqueiro alvinegro demonstrou todo seu talento e reflexo para salvar o Timão. E se grande goleiro precisa de sorte, no chute de Zé Rafael, a trave salvou o gigante (logo depois o lance foi invalidado pelo auxiliar marcando impedimento).


Nesses quase oito anos de Corinthians, Cássio, que logo irá completar 500 jogos pelo tricampeão paulista, conquistou os títulos mais importantes da história do clube, e mesmo sendo goleiro, podemos sim chamá-lo de craque até porque defesas como as que ele fez hoje e aquela inesquecível e espetacular contra o Vasco na Libertadores de 2012 no chute de Diego Souza, com certeza podem ser consideradas golaços feitos por este ídolo chamado Cássio.


Vaga garantida para as quartas de finais da Copa Sul-Americana, mas campanha regular no Brasileirão, mostram que o Corinthians ainda precisa evoluir muito se quiser conquistar algum desses campeonatos em 2019. A defesa segue sendo o melhor setor da equipe, principalmente com a chegada de Gil, mesmo ainda sofrendo com as bolas aéreas. Todavia, o ataque ainda precisa da atenção de Fábio Carille, pois precisa manter maior regularidade e precisão nas finalizações, afinal, a reta final das competições está chegando e a exigência será cada vez maior.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud