• Leonardo Cruz

DISPUTA PELO CINTURÃO CADA VEZ MAIS PRÓXIMA


Foto: Getty Images

No último sábado, 04/05, o UFC realizou sua edição na capital canadense, Ottawa. Doze lutas agitaram o público presente no “Canadian Tire Centre”, dentre estes combates, o mais esperado era o desafio válido pela categoria peso-leve entre os estadunidenses Donald Cerrone e Al Iaquinta.


Das disputas que aconteceram pelo card preliminar, quatro combates foram decididos por pontos. Nas outras disputas, o estadunidense Matt Sayles venceu o canadense Kyle Nelson por finalização no terceiro round. A luta foi muito equilibrada desde os primeiros minutos, nos dois rounds iniciais, Sayles conseguiu leve superioridade, principalmente nas tentativas de levar o combate para o chão, por outro lado, o canadense sempre levava vantagem na trocação, mas sem proporcionar grande perigo ao oponente.


O terceiro round começou diferente, com Nelson tendo o domínio da luta, mudou também sua estratégia levando o combate para o solo, foi quando Matt Sayles se aproveitou e conseguiu encaixar um katagatame, golpe tradicional no Jiu-Jitsu e no Judô e obrigou o canadense a bater em desistência.


Esta foi a oitava vitória na carreira de Matt Sayles e a primeira no UFC, já Kyle Nelson chegou a segunda derrota consecutiva, interrompendo boa sequência de seis triunfos seguidos.


No único knockout do card preliminar, Macy Chiasson manteve a invencibilidade na carreira profissional e venceu a canadense Sarah Moras no segundo round. Depois de uma disputa bem equilibrada no round inicial, a estadunidense partiu para cima da adversária conseguindo derrubá-la com rapidez, e a partir deste instante, Chiasson desferiu diversos golpes em Moras até que a arbitragem interrompeu o combate.


Com mais este triunfo, Macy Chiasson conquistou sua quinta vitória na carreira e ainda não sabe o que é derrota em seu cartel, situação totalmente inversa de Sarah Moras que com este revés, agora tem três derrotas consecutivas no Ultimate e com isso, não consegue se livrar deste momento de instabilidade dentro do octógono, são cinco derrotas nas últimas dez lutas.


Foto: Getty Images


No card principal, apenas Walt Harris conseguiu vencer a luta por knockout. Em disputa válida pela categoria peso pesado, o estadunidense atropelou o moldávio Sergey Spivac com apenas 50 segundos de luta. O combate começou a todo vapor, Harris partiu para cima do adversário, pressionando-o com as costas na grade e golpeando o adversário com forte intensidade até o árbitro interromper a luta.


Walt Harris conquistou sua décima segunda vitória na carreira, o estadunidense não perde no Ultimate desde 2017, quando foi derrotado por Mark Godbeer no UFC 217, já o moldávio Sergey Spivac conheceu sua primeira derrota na carreira profissional, depois de nove vitórias consecutivas.


Foto: UFC Divulgação

Na luta principal do evento, o estadunidense Donald Cerrone venceu seu compatriota Al Iaquinta por decisão unânime dos árbitros. Este combate que foi válido pela categoria peso-leve, foi inclusive considerada a “Luta da Noite” pela organização.


Durante toda a luta, Cerrone, que mostrou ótimo preparo físico, com excelente movimentação, foi para cima do adversário, buscando pressionar e não deixá-lo aplicar seu jogo. No final do segundo round, Iaquinta acertou uma bomba em "Cowboy", mas não teve tempo suficiente para conseguir no knockout.


Nos rounds seguintes, Cerrone foi bem superior, principalmente nos momentos de trocação, conseguindo aplicar ótimos golpes no seu rival e em alguns momentos, quase levando o guerreiro Iaquinta ao knockout. Nos últimos minutos do quinto round, "Cowboy" derrubou o adversário com um potente jab, mas este golpe não foi suficiente para finalizar o combate.


Com a vitória, Donald Cerrone, que vive a expectativa de em um futuro próximo disputar o cinturão, conquistou seu trigésimo sexto triunfo na carreira e sua terceira vitória consecutiva no UFC. Já Al Iaquinta acrescentou a quinta derrota em seu cartel, o segundo revés nos últimos oito combates no maior torneio de MMA do mundo.


Outros resultados do UFC Ottawa:


CARD PRINCIPAL Derek Brunson venceu Elias Theodorou por decisão unânime; Shane Burgos venceu Cub Swanson por decisão dividida; Merab Dvalishvili venceu Brad Katona por decisão unânime; Andrew Sanchez venceu Marc-André Barriault por decisão unânime.


CARD PRELIMINAR

Vince Morales venceu Aiemann Zahabi por decisão unânime;

Nordine Taleb venceu Kyle Prepolec por decisão unânime;

Arjan Bhullar venceu Juan Adams por decisão unânime;

Cole Smith venceu Mitch Gagnon por decisão unânime.