• marcela lima

Em apenas quatro jogos na temporada, Welington tem sido mais eficaz no profissional do que na base


Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

O camisa 34 do São Paulo, Welington tem sido um dos destaques na equipe neste início de temporada. Com tantos garotos da base que têm ajudado a equipe em qualquer das funções, Welington é um dos exemplos disso.


Welington chegou ao São Paulo aos 13 anos de idade e viveu uma infância muito difícil. Criado sem pai, o garoto precisava ir de trem e ônibus para chegar aos treinamentos no CT e muitas vezes não tinha dinheiro. Porém, em meio às adversidades, quando atuava pelas categorias de base, era considerado como um dos atletas mais preparados e de consolidar entre os profissionais. Não é à toa que o garoto tem se dado muito bem nos quatro jogos nesta temporada, dois como titular.


O garoto de 20 anos possui um rendimento muito bom atuando pelo profissional. Isso porque, quando atuava pelas categorias de base do sub-20, Welington possuía um aproveitamento alto de 47% quando realizava cruzamentos. Agora, pela equipe principal, o camisa 34 está sendo superior, aumentando seu aproveitamento para 53% de acerto e média de dois cruzamentos certos por partida


Welington fez seu primeiro jogo como titular ainda este ano, porém pelo Campeonato Brasileiro, na vitória diante do Flamengo pela última rodada, ainda quando o interino Marcos Vizolli comandava a equipe antes de Hernan Crespo assumir. Naquela ocasião, foi o jogador com mais ações defensivas e maior precisão nos passes entre as equipes. Antes disso, já havia feito seus primeiros 20 minutos como profissional diante do Botafogo-SP em 2020.


Já nesta temporada possui dois jogos como titular, contra Guarani e Ituano. Sua primeira participação foi na vitória diante da Inter de Limeira, atuando apenas 10 minutos. Em seu segundo jogo contra o São Caetano, ficou em campo 17 minutos. Já contra o Guarani, foi uma de suas partidas de destaque. O jogador marcou seu primeiro gol com a camisa do São Paulo como profissional e teve ótimos números: teve 80% de aproveitamento nos passes, construiu três chances de gols, conseguiu driblar quatro de cinco tentativas e ainda conseguiu cinco duelos ganhos no chão, com metade no rendimento, de acordo com SPFC estatísticas.


Em entrevista ao ge em 2020, o jogador comentou sobre a situação difícil que viveu em sua jornada até chegar nos profissionais hoje.


- Chegou uma fase da minha carreira que eu e minha mãe sentamos, ela abriu a carteira e viu que não tinha condições para vir. A gente gastava muito de trem e ela perguntou se ser jogador era o que eu queria mesmo. Eu falei que tinha certeza disso e ela me disse: ‘Então pode deixar, filho. Vou fazer de tudo para conseguir chegar lá e realizar seu sonho’ – contou Welington.



Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Em seu segundo jogo como titular na temporada, na vitória por 3 a 0 contra o Ituano, o jogador foi dono de uma assistência para o gol de Igor Vinicius.


Ao todo com a camisa profissional do São Paulo, o camisa 34 possui seis partidas e um gol marcado.


Com a expectativa desde que chegou ao São Paulo pelas categorias de base de estar no grupo principal, hoje Welington vive esta experiência com muito louvor sob o comando técnico de Hernan Crespo.