• Victor Luís

EM REUNIÃO NO SÃO PAULO, LECO FAZ COBRANÇA GERAL


Foto: Reprodução

Durante a paralisação para a Copa América, o presidente do São Paulo juntamente com a sua diretoria, analisa uma reestruturação no departamento de futebol do clube.


Apesar de estar pressionado, e não viver seus melhores dias representando o Tricolor, Raí não teve sua demissão pedida pelos conselheiros. A reformulação focará na saída de profissionais de diferentes áreas.


A paciência de Leco está diminuindo, e sua cobrança abriu diálogo pedindo ideias para solucionar os problemas do clube, em cada área: futebol, jurídico, administrativo, financeiro, marketing, comunicação entre outros.


A folga ao elenco durante a pausa para a Copa América também entrou em debate. Os conselheiros não gostaram do período de dez dias inicialmente planejado. O mais provável é que os atletas tenham sete dias de folga. Eles também terão um período de duas semanas de treinos no CT da base, em Cotia.


Opinião:

É importante o presidente do São Paulo entender, que realmente é necessário haver mudanças em algumas áreas específicas. Começando pela própria presidência, já que o senhor Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é o pior presidente da história do clube, provando não ter planejamento e competência nenhuma para dirigir o Tricolor.


O torcedor já caiu na real, e sabe que dificilmente será campeão brasileiro neste ano, além de entender que as chances para voltar a ser campeão dependem da saída do atual presidente. Para isso acontecer, é necessário esperar até dezembro de 2020. Até lá, vale a torcida dos são-paulinos na permanência do técnico Cuca, além de algumas contratações pontuais, para finalmente o São Paulo ter tempo em montar um "time".