• filipeq09

ERROS, PUNIÇÃO À ARTE E À COMEMORAÇÃO: FEVEREIRO COMEÇOU FERVENDO!


Foto: saopaulofc.net

Ao fechamento desta coluna, no dia 4 de fevereiro de 2020, ainda estava sendo repercutido o jogo entre São Paulo e Novorizontino no Morumbi, realizado na noite chuvosa e caótica de segunda-feira.


Além de não assinalar duas penalidades (uma por toque de não na área e outro por falta em Vitor Bueno) a favor do Tricolor, o árbitro Flávio Roberto Mineiro Ribeiro anulou dois gols legítimos do time paulista, alegando impedimento, sendo que no segundo sequer o bandeirinha havia acusado o lance como irregular. A juventude do juiz pode ter sido um fator para o desastre em campo (24 anos), mas é fato que o erro grotesco partiu da Federação Paulista de Futebol ao escalar ele e a equipe para uma partida de Série A de estadual.


No fim, os donos da casa ainda saíram com um empate, graças ao sofrido num contra-ataque e a raça para iguala o marcador aos 40 minutos. O gosto foi amargo mas o reconhecimento da torcida foi visível na melhor atuação do time neste início de temporada; bom e ruim para Alexandre Pato, que marcou dois gols e se livrou do jejum, mas na conta (com justiça ou não), os dois tentos não valeram e o atleta milionário continua há seis meses sem balançar as redes oficialmente.


Não bastasse tal ocorrido, há dias atrás - mais precisamente no primeiro de fevereiro -, dois lances chamaram a atenção do mundo do futebol. Primeiro, a famosa lambreta de Neymar gerou polêmica na França, sendo repreendido pelo árbitro local e ainda levando amarelo após questionar a bronca. Nos vestiários, o clima ficou mais tenso, com o craque proferindo palavrões ao juiz após reclamar e ouvir "seja paciente" (em português) - frases que inclusive viraram meme e se espalharam como febre na web.


No mesmo dia, poucas horas depois, o meia atacante Janderson, do Corinthians, foi punido após comemorar seu gol no clássico diante do rival Santos de maneira mais acalorada com sua torcida na Arena, abraçando alguns membros na parte inferior das cadeiras numeradas. Tal atitude foi vista como perigosa pelo árbitro da partida, que, seguindo a nova recomendação da arbitragem no que diz respeito à segurança da torcida, amarelou o jogador do alvinegro paulista (já tendo amarelo, Janderson foi expulso de campo).


Torcedores e boa parte da imprensa segue revoltada com ambas as atitudes do último final de semana, menos pelo lado do atleta corintiano, pois alguns defendem a ideia de que realmente é arriscado o torcedor, na empolgação, invadir o gramado, cair ou machucar os demais que podem ser crianças ou mulheres em meio à multidão.


Fato é que o futebol mudou, está mudando e continuará em constante evolução, os prós e contras destas transformações é que devem alimentar ainda mais as mesas redondas, conversas de boteco, entre amigos, e colunas como esta pelos próximos anos. Fevereiro começou quente e os meses seguintes prometem subir mais a temperatura do futebol brasileiro e mundial. Quanto ao nível da arbitragem pelo mundo da bola, vai muito mal, obrigado.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud