• Mathias Galdi

ESQUENTA PARA O SUPER BOWL


Em uma das finais com a maior diferença de idade, Tom Brady e Jared Goff se enfrentam em Atlanta, pelo Super Bowl LIII. A partida será no domingo, dia 3 de Fevereiro, à partir das 21h, pelo horário de Brasília. O embate ainda reúne Julian Edelman e Todd Gurley, além de outros nomes de destaque.


Antes da final, teremos o ProBowl, que ocorrerá em Orlando. A partida reúne as estrelas da liga, todos por voto popular. Durante essas duas semanas de "folga", as equipes, geralmente, soltam farpas entre eles. Claro que, todas elas, você acompanhará aqui na DePrima.


A DIFERENÇA


Enquanto a equipe de Bill Belichik tem, basicamente, Brady, Edelman e Gronk, além de alguns atletas irregulares no seu time defensivo. Por outro lado, a equipe de L.A. não possui um QB melhor, nem um TE, já que, na posição, Gronkowski é dominante, mesmo em uma de suas piores temporadas da carreira.


Gronk apareceu em momentos pontuais, onde seu time precisava, por exemplo, superar uma terceira descida longa, o que foi comum na partida. (SportsCenterNews)

A defesa dos Rams pode ser o principal fator dessa partida. Ndamukong Suh, Aaron Donald, Aquib Talib, Marcus Peters, entre outros, não fizeram um playoff digno de seus nomes. Donald sumido, enquanto os cornerbacks diversas vezes eram queimados pelos seus matchups.


Contudo, a experiência também pode pesar na final. Jared Goff, um rapaz de apenas 24 anos irá enfrentar o melhor jogador da história da pós-temporada e que, por muitos, é considerado o maior da história. Saber jogar um Super Bowl pode dar uma certa vantagem ao time dos Patriots, quem estão em sua 11ª final, sendo nove com Brady.


O QUE ESPERAR?


Não podemos duvidar dos Patriots. Não é de agora que eles vem quebrando a cara de qualquer um que ouse falar mal do time. Em um dos flagras após a vitória no domingo, Brady conversou com Hogan dizendo: "Eu sou muito velho! Você é muito lento! Nós não temos nenhum jogador bom! Não temos defesa! Não temos nada! Eu te amo, cara!", ironizando todas as falas de quem ousou duvidar de sua equipe.

Do lado contrário da experiência, temos a juventude. Um excelente time comandado por um técnico que irá completar 33 anos de idade na quinta-feira. Isso é quase o que Belichik tem de carreira, e nove a menos do que Tom Brady.


Porém, a garra de toda a sua equipe é um impulso em potencial. Por ser a primeira final de muitos jogadores, a vontade, aquela garra emocional serve de alavanca para atacar o temível Patriots.


A única grande diferença da partida é a idade de Brady com Goff, onde o intervalo de idades é 17 anos. Realmente, um duelo de gerações, onde o camisa 12 precisa passar o seu bastão para alguém dessa nova leva de quarterbacks.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud