• filipeq09

FALTA DE TEMPO OU CAMISA PESADA? DUPLA "MAJESTOSA" EM CRISE TÉCNICA


Foto: Divulgação/Corinthians | São Paulo

O último final de semana foi de decepção para dois dos três times da capital paulista. Somente o Palmeiras venceu na rodada, com 1 a 0 sobre a Ponte Preta fora de casa. Enquanto isso, em Itaquera o Corinthians perdeu por 1 a 0 para a Inter de Limeira, do novato técnico Elano, ex-Santos e seleção brasileira. Mais tarde, o São Paulo perdeu sua invencibilidade diante do Santo André no interior (2 a 1), com um dos gols sendo polêmico novamente.


Com os resultados, nenhum grande se manteve invicto nestas primeiras cinco rodadas, mas pior do que isso é o desempenho apresentado. Tirando o Verdão de Luxemburgo, que se mostra mais regular, Tricolor e Timão parecem não ter encontrado o equilíbrio ainda em meados de fevereiro. Se por um lado Fernando Diniz não consegue fazer com que seu time faça gols (e isso é tarefa difícil porque ele não entra em campo) e aproveite toda a posse de bola e chances criadas, por outro, o Corinthians do "estreante" Tiago Nunes ainda está distante de satisfazer, quem dirá encantar o torcedor, pois o time tem ofensividade e ataca de forma rápida, mas não cria muito sobretudo não acerta o gol de maneira satisfatória quando chega a frente.


A dupla "majestosa" têm um problema, algo que precisa ser resolvido rapidamente, ainda mais o alvinegro que vai disputar uma decisão logo nesta quarta-feira, dia 12. A dúvida que fica é: o que está pesando mais, as camisas gigantes e históricas ou a a falta de tempo para aplicação do trabalho? Podemos ir mais além: será que tais treinadores são mesmo capacitados no momento para assumir clubes deste patamar?


No caso de Fernando Diniz o calo está mais apertado se levarmos em conta que ele chegou no final do ano passado e classificou o São Paulo para a Libertadores, além da seca de títulos que dura desde 2012. Mas a luz no fim do túnel é que o time está encontrando o padrão, os atletas não estão jogando mal, mas sim pecando nas finalizações (e algumas claríssimas) e errando pouco lá atrás - mas quando erra, é fatal.


Esse é maior risco deste sistema de jogo, não fazer e levar (como diria o ditado), e Diniz parece se preocupar com isso, pois nas coletivas sempre exalta que o time precisa fazer gols e ter margem de erro para sofrer na defesa; quando isso for alcançado, o bom futebol com resultado deve aparecer, pois qualidade o elenco possui.


Já para Tiago Nunes o buraco é mais embaixo no sentido do curto prazo, o mundo corintiano pode desabar no meio de semana em caso de eliminação para o Guarani-PAR pela Pré-libertadores 2020. Se passar, mais um teste de fogo virá na terceira fase preliminar, para daí então entrar no grupo do maior rival Palmeiras. Nunes não terá vida fácil nesta temporada, e a pressão já começou. Diferente de Diniz, o treinador do Timão não fez sua equipe produzir ainda grandes chances claras nas partidas (salvo o clássico diante do Santos em casa). Outro problema é que fora de casa o time não vence e sofre muito, exemplos são as partidas contra Mirassol, Ponte Preta e a própria derrota para o time paraguaio na ida. A parte positiva ainda é a mesma dos anos anteriores, a defesa continua sendo o setor mais sólido apesar de cair de produção este ano.


Apesar da modernidade proposta por ambos os técnicos (sem contar o português Jesualdo do Santos, que é uma grande incógnita) sabemos que em clube grande o resultado por muitas vezes supera o desempenho no final. Salvo o galático time do Flamengo de Jorge Jesus (e antes o Grêmio de Renato Gaúcho), os outros considerados grandes no cenário nacional ganham jogando feio em boa parte das competições. Isto não é o ideal, mas se os resultados com bom futebol também não vierem a panela de pressão dos comandantes irá ferver ainda mais. Para aumentar o repertório, no final de semana tem o clássico majestoso, ambos se enfrentam buscando reafirmam suas ideias e convencer dentro de campo.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud