• Vinicius Rodrigues

FALTOU SER PALMEIRAS



“A bola pune”, e nos puniu ontem. Na maioria das vezes escutamos essa frase pela falta de eficiência ao desperdiçar chances criadas e não aproveitá-las. Mas ontem foi ao contrário, o Palmeiras foi punido pela falta dela.


Tenho falado há um bom tempo, o Alviverde não gosta de ter a bola, e, em alguns jogos nem precisou dela para conseguir a vitória. Qualquer torcedor sensato saberia que a jornada ontem seria árdua, ninguém pensou que estaríamos classificados, até porque do outro lado tinha uma equipe que sabe jogar o torneio como ninguém aqui no Brasil.


Libertadores que não permite erros, nem o torcedor mais pessimista palmeirense imaginaria que o mesmo filme de 2018 voltaria ser repetido. Na oportunidade o Palmeiras sofreu um apagão de 7 minutos e levou dois gols que lhe custou a classificação, ontem em quatro minutos faltou concentração aos mesmos personagens do ano passado, Luan e Weverton, que erraram e o Verdão pagou caro por isso.


A bola puniu o time que não quis jogar, ou melhor, não sabe jogar essa competição chamada Libertadores. A bola do Palmeiras ficou em falta na noite de ontem, como a dos seus principais jogadores, como Dudu, Bruno Henrique, William, por falar no Bigode, faltou deixar a perna na ‘régua’ para apenas empurrar para fundo do gol aquilo que poderia ser o tento da classificação.


Muita coisa tem faltado, como a ousadia, para quem teve uma semana pensando somente neste jogo, nada de bom foi apresentado ao seu torcedor. Já que não foi visto uma equipe com repertório, variação de jogadas, tudo o que foi mostrado é o ritual de sempre, poucas ideias, pouca criatividade, e uma equipe muito refém dos laterais de Marcos Rocha arremessados na área e da bola parada.


A mesma bola que sobrou para o Everton o atacante da seleção pintou e bordou, fez o que quis no jogo. Não só pelo gol e a brilhante jogada para Allison marcar o segundo, mas pela inteligência, pela eficiência, fazendo jus a sua convocação. Um jogador que é sim diferenciado, colocou a bola em baixo do braço e chamou a responsabilidade.


Passou a próxima fase quem agride o adversário, passou a equipe que gosta de ter a bola e sabe jogar com ela no pé, sobrou ao Palmeiras na noite de ontem, mais uma atuação pífia, abraçada com um futebol mal jogado, com falta de brio, de raça, nem cobro tanto a técnica, até porque Deyverson foi a campo, mas faltou muita coisa na noite de ontem, inclusive vale a ressalva, faltou ser Palmeiras.


© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud