• Victor Luís

FERNANDO DINIZ DEMONSTRA TER MUITA CORAGEM EM ASSUMIR ESSA BAGUNÇA CHAMADA SPFC


Foto: Reprodução

O São Paulo anunciou no fim desta quinta-feira (26), a contratação do treinador Fernando Diniz. O anúncio oficial foi realizado, após 12 horas do pedido de saída do técnico Cuca, em seguida Vagner Mancini também pediu demissão do tricolor.


Me agrada muito a escolha de Diniz, o treinador tem conceitos de jogo, extremamente diferenciados dos demais técnicos brasileiros. Fernando Diniz começou um ótimo trabalho no Fluminense, inclusive derrotando o Flamengo na semifinal da Taça Guanabara, porém, a saída de jogadores importantes como Luciano, Everaldo, entre outros, não permitiram a evolução do trabalho do treinador.


Achei patética a sua demissão no Fluminense, o trabalho na Copa Sul-Americana era excelente, derrotando Atlético Nacional, Peñarol e sendo elogiado pelo técnico do Peñarol, afirmando que a equipe do tricolor carioca era melhor que a do Flamengo de Abel Braga. O desespero foi tão grande por parte dos dirigentes cariocas, que demitiram o Diniz antes de uma partida decisiva contra o Corinthians.


Afirmo que ele tem coragem pela maneira que aceitou trabalhar no São Paulo. Simplesmente o contrato do novo técnico são-paulino não tem multa rescisória, será apenas na CLT, agora ele é funcionário do tricolor paulista. Para quem conhece, e acompanha o trabalho de Fernando Diniz, sabe que é necessário uma pré-temporada, assim como Jorge Jesus teve no Flamengo na parada para Copa América, por isso me estranha ele ter aceitado pegar esse turbulento São Paulo, no final do mês de setembro.


Fico com a sensação que líderes do elenco, em especial Daniel Alves, foram peças importantes para chegada do novo comandante. Daniel trabalhou com Guardiola, e Diniz segue a mesma filosofia do técnico multicampeão na Europa. Enganam-se quem pensa que o clube do Morumbi está apostando em mais do mesmo, muito pelo contrário, Diniz é diferente de todos os treinadores que passaram recentemente pelo clube. É bom ressaltar, que Telê Santana quando chegou no tricolor, foi muito criticado, assim como está sendo Fernando Diniz.


Além do São Paulo necessitar que finalmente o trabalho dele apresente resultados, o sucesso de Diniz fará bem ao futebol brasileiro, afinal, nunca deveremos esquecer o famoso 7 a 1. Digo resultados, pela forma que os dirigentes brasileiros trabalham, se fosse apenas por desempenho, o novo comandando do Morumbi, jamais seria contestado.