• Guilherme Amendola

FESTA DAS TORCIDAS NO REI PELÉ

O São Paulo foi à Alagoas com um elenco quase todo com jogadores oriundos das categorias de base, para enfrentar o CSA. O time estava em clima de festa, já que o São Paulo já estava garantido na fase de grupos de Libertadores 2020, e também pela estreia de muitos jogadores no profissional. Já o Azulão, apesar de estar rebaixado, entrou para disputar a partida dignamente e teve apoio da sua torcida.

Foto: Twiiter São Paulo FC

As duas equipes jogaram de forma leve desde o primeiro minuto, sem nenhum tipo de pressão. O São Paulo começou ofensivo e pressionando, no time adversário. Logo aos 11 minutos, depois de uma bela troca de passes da equipe, Toró recebeu na frente e tirou do goleiro para fazer 1 a 0. E não demorou muito para que o tricolor paulista balançasse as redes novamente, Igor Vinicius pegou o rebote do goleiro Jordi e ampliou.


O São Paulo continuou com o domínio do jogo por toda a primeira etapa, até tomar o gol marcado por Jarro Pedroso, após cobrança de escanteio. A etapa complementar começou com a expulsão de Helinho, que recebeu o segundo amarelo após fazer uma falta para matar o ataque do adversário.

Foto: Twiiter CSA

Depois disso, o time da casa assumiu as rédeas do jogo, foi para o ataque para tentar buscar o empate, enquanto o visitante se retraiu para segurar o resultado. O CSA conseguiu criar apenas na base dos cruzamentos e bolas paradas, enquanto a molecada são-paulina, além de resistir com um a menos, criar oportunidades para ampliar o placar.

Foto: Twiiter São Paulo FC

A partida termina com vitória do São Paulo por 2 a 1. E o que vimos ao término do jogo, foi o sentido do futebol na sua forma mais fiel: a paixão das duas torcidas pelo clube que torcem. O CSA já estava rebaixado mesmo antes desta rodada começar, mesmo assim muitos torcedores foram ao estádio ver seu time de coração, e festejaram o amor que os tocam ao torcer, independente de qual competição disputarem. Já a torcida do São Paulo celebrou com os moleques da base de Cotia, encerrando um ano péssimo, porém com uma autoestima melhor.


No estádio com o nome do rei do futebol, foi contemplado a paixão pelo futebol e pelo clube de coração, e as duas torcidas esperam tempos melhores para o ano que vem.

Foto: Twiiter CSA