• Guilherme Silva

FICOU PARA 2022



Foto: Michael Regan/FIFA

Infelizmente a copa do mundo chegou ao fim para a seleção brasileira, agora é seguir em frente e buscar a copa América no ano que vem.


Fase de grupos


A campanha do Brasil não foi de empolgar desde o começo, mas a cada jogo foi crescendo e criando expectativas para que o sonho do hexa se tornasse realidade.

A fase de grupos, não foi fácil, começando com um empate frente a Suíça, em uma partida fraca tecnicamente dos brasileiros.


Contra a Costa Rica, vimos uma evolução apenas no segundo tempo, com a entrada de Douglas Costa pela ponta esquerda que deu um outro ritmo ao time, abrindo possibilidades para que viesse como titular nos próximos jogos, mas uma lesão o tirou das partidas seguintes.


Na partida contra a Sérvia, veio o melhor momento brasileiro na primeira fase, jogando bem desde o começo, apenas tomando um susto nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, mas nada que fugisse do controle. Com 2 vitórias e 1 empate, passou em primeiro lugar do grupo E.


Oitavas e a eliminação


México


Chegaram as oitavas de finais contra os mexicanos, que tentaram impor um jogo rápido e pressionando o Brasil no começo, mas a seleção brasileira soube controlar a pressão e logo depois começou a dominar a partida até o final. Essa foi a melhor atuação do Brasil na Copa

do Mundo, o que gerou uma confiança enorme para trazer o título para casa.


Bélgica


O Brasil não fez um bom primeiro tempo, foi dominado pela seleção Belga, o trio de frente da Bélgica, formado por Hazard, De Bruyne e Lukaku, estavaa destruindo a defesa brasileira. Foi um nó tático dado pelo técnico Roberto Martinez em Tite, conseguindo abrir a vantagem em 2 a 0. No segundo tempo, com as substituições feitas pelo treinador brasileiro, o jogo mudou, tanto que Douglas Costa, uma das opções, foi o melhor em campo do Brasil. Mas não foi o suficiente para a seleção canarinho, que tentou, finalizou, batalhou, mas não conseguiu virar a partida. O jogo acabou em 2 a 1 para o fim do sonho de trazer a sexta estrela.


Mas diferente da ultima vez, o Brasil não fez feio, derrotas acontecem.


Ponto negativo e positivo


Gabriel Jesus


O atleta não fez uma boa copa do mundo, muitos pediram que o atacante saísse do time titular, para dar uma chance a Firmino. Mas por executar uma função tática, por ajudar principalmente no sistema defensivo não perdeu o lugar.


Jesus foi mantido no time titular, apesar do atacante do Liverpool estar em um momento melhor e ter como uma de suas principais características que é ajudar na marcação, não é atoa que é o atacante que mais teve desarmes, interceptações e o que mais se movimentou na Premier League.


William também foi uma grande decepção na copa, até mesmo pior que o Gabriel, mas ao menos teve uma boa partida.


Thiago Silva


Essa copa foi a redenção do capitão da seleção. Se há quatro anos o zagueiro deixou uma péssima imagem, por ter chorado antes da disputa de pênaltis contra o Chile, mesmo que tecnicamente não comprometeu nenhuma vez, esse ano foi espetacular na zaga. Sempre seguro tanto pelo chão como no alto, ganhando a confiança novamente para receber a braçadeira que ainda não tinha dono.