• Guilherme Morais

GALIOTE E MATTOS: A MANCHA NO ALVIVERDE


São cinco anos fazendo forte investimento no futebol, tentando conquistar tudo o que vê pela frente e tendo um dos melhores elencos do Brasil, mas e se isso não bastasse ainda?


Três títulos nesse tempo, mas que para a torcida era pra vir mais, com toda certeza. Alexandre Mattos foi contratado para ser “o cara” fora do campo, sabendo trabalhar pra contratar e ainda render financeiramente, ajudando na evolução do clube. Foi assim no Cruzeiro e porque não seria no Palmeiras? Mas com o passar do tempo, muitas ideias, investimentos começaram a dar errado. Além de que, a sua omissão diante da imprensa e, principalmente, com a torcida tem irritado e decepcionado.


Na última semana, talvez, a torcida palmeirense tenha tido uma das piores semanas nos últimos anos. Não é só pela desclassificação, pela derrota contra o Flamengo ou pela queda na tabela do Brasileirão. Mas pelo sumiço diante dos microfones pra darem uma satisfação a sua torcida, seja diretoria, comissão, atletas. Principalmente de quem representa o clube alviverde.



Alexandre Mattos e Maurício Galliote estão pressionados no comando alviverde. (Foto: Cesar Greco)

Não é o Palmeiras que distrata sua torcida, não levem o nome da instituição pra esse lado sujo, ela é muito maior do que isso. Mas quem assumiu o clube não sabe desse tamanho. Mesmo sendo uma rotina dos dirigentes brasileiros falarem uma coisa e passar pouco tempo depois e acontecer outra, isso não pode acontecer, é amadorismo. Bancar Felipão sexta-feira, na coletiva do Mattos, na frente do treinador, e no domingo, em entrrevista do Galliote, antes do jogo contra o Flamengo em rede nacional, é falta de caráter.


Para piorar, negociavam com Mano Menezes antes mesmo de demitir Felipão e para causar mais desgosto nos torcedores, a demissão foi por telefone, sem ao menos olhar no olho de um dos maiores vencedores da história do Palmeiras. Não têm o mínimo de entendimento e respeito com o clube.


Desculpa para quem ainda defende Alexandre Mattos e Mauricio Galliote no Palmeiras, mas eles não representam em nada o que é essa instituição. Trazer jogador caro, não abafa o excesso de erros nesse tempo e muito menos faz a torcida esquecer o jeito que é levada em consideração.


Querem tratar tudo com o dinheiro, mostrando poder, mas esquecem que o dinheiro não compra o respeito.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud