• Caio Vargas

Grupo D: Conheça os adversários da argentina, após sofrer nas eliminatórias

Depois de uma sofrida classificação nas eliminatórias da Copa do Mundo, a Seleção Argentina é favorita do Grupo D, composto por Croácia, Nigéria e a estreante Islândia. Confira como os países desta chave chegam para o Mundial na Rússia.


Nigéria


Estilo de jogo : Ofensivo\ contra-ataque

Jogadores Estrela : Obi Mikel e Victor Moses


Treinador : Gernot Rohr -AL ( desde 2016)


Presidente: Goodluck Jonathan ( desde 2007)


Regime Político : Democracia


Panorama Geral : A seleção Nigeriana chega para sua sexta Copa do Mundo, depois de se classificar com uma rodada de antecedência na liderança no grupo B, foi a primeira das cinco seleções do continente africano a conseguirem a passagem para Russia. A melhor posição em Copas do Mundo foi a nona colocação em 1994. Uma das características da equipe é a velocidade dos jogadores, como Victor Moses peça importante no time do Chelsea e uma das promessas da equipe do Arsenal,o atacante Iwobi, além de contar com experiência do veterano Obi Mikel ,hoje joga no Tianjin Teda.


Análise Tática : O técnico alemão Gernot Rohr depois que assumiu o comando da equipe nigerina organizou a qualidade individual com o coletivo, formado por um 4-2-3-1 com uma linha de três meias para abrir espaço na chegada dos laterais ao ataque, assim foi mostrado na vitória por 4x2 contra a Argentina, companheira do grupo D. A Nigéria tem um dos melhores times do continente africano e com essa nova organização tática e técnica comandada por Rohr, pode surpreender nesse ano.

(Foto: Eitan ABRAMOVICH / AFP)


Argentina


Estilo de jogo: Ofensivo

Destaques: Lionel Messi, Higuain, Aguero

Treinador : Jorge Sampaoli


Presidente : Mauricio Macri


Regime Politico : Presidencialista Democrático


Panorama Geral : Depois de uma classificação com muita dificuldade na última rodada das eliminatórias, após uma vitória sobre o Peru com três gols de Lionel Messi, a Argentina chega na Russia com um time não muito confiante, muito diferente da equipe que enfrentou a Alemanha na final da copa de 2014, com as mudanças táticas, a troca de treinadores atrapalhou muito a equipe nas constantes alterações de filosofia. A seleção rodeada de craques além de Messi, como Aguero, Di Maria, Dybala , Higuain , tem a responsabilidade de buscar o título mundial, já que a equipe não conquista um torneio desde a Copa América em 1993.


Análise Tática : O técnico argentino Jorge Sampaoli, foi o responsável em comandar o time nas eliminatórias depois de muita dificuldade durante todo o torneio, a organização tática com um 3-3-3-1 usado durante o Brasil na estreia do seu comandante. O jogo coletivo do treinador é baseado na aproximação das linhas para facilitar o passe e a pressão na saída de bola do adversário, outra característica é abrir mão dos laterais para compensar no meio de campo habilidoso e rápido na chegada ao ataque.


Islândia

Estilo de jogo: compacto e ofensivo

Técnico: Heimir Hallgrímsson (2016)

Presidente : Guðni Th. Jóhannesson ( 2016)

Regime Politico :República Democrática



Panorama Geral : O país estreante na Copa do Mundo na Russia será a Islândia, com cerca de 350 mil habitantes, a menor Seleção da copa chega depois de disputar uma vaga direta com Croácia, Ucrânia e Turquia. A vaga ficou com a Islândia após ganhar todas as partidas em casa. Muito antes desacreditada, até 2016 nunca havia disputado um campeonato no nível mundial, se tornou a sensação na eliminação da Inglaterra e saída nas quartas para a França, além da vontade mostrada pelos jogadores , conquistou o público com suas comemorações no final das partidas com seus torcedores.


Análise Tática : Com o elenco reduzido, o técnico Heimir Hallgrímsson teve dificuldades para fechar o grupo dos 23 convocados da lista final para irem para Rússia, o treinador teve que encontrar alguns nomes sem experiência para compor o elenco, como é o caso de Albert Gudmundsson, promessa da base do PSV com atributos diferente dos outros atacantes do plantel. O esquema não tem muitas variações com uma linhas de quatro na defesa, três meias que se aproximam e oferecem espaço para quem vem de trás, Albert Gudmundsson são os mais movimentados e Sigurdsson é o que ataca mais a bola e guarda posição. O centro-avante da equipe é Bodvarsson, procura sair da área e fazer o pivô e abre espaço nas extremidades.

Croácia


Estilo de jogo: Posse de bola/ Compactação


Técnico : Zlatko Dalic (2017)


Presidente : Kolinda Grabar-Kitarović (2015)


Regime Político: Democrático


Panorama Geral : Formada por um elenco de grandes nomes do futebol europeu,como Modric, Rakitic, Kovacit, a seleção croata faz parte daqueles que não tem título mundial, entretanto pode surpreender. Nos últimos anos, as atuações não foram positiva com a eliminação na fase de grupos na Copa do Mundo de 2014 e a classificação nas eliminatórias pela repescagem. A chegada do novo treinador Zlatko Dalic modificou a forma de jogo com recuada de Rakitic e a liberdade para Modric atuar como o 10, foi uma das mudanças do técnico que recuperou a confiança do grupo na intenção de chegar bem preparado na Rússia.


Análise Tática : O esquema do recente trabalho feito por Dalic é organizado por um 4-4-1 muito bem postado no setor ofensivo com Modric, Rakitic, Bozovic na faixa central e Perisic e Kramaric pelos lados do campo. Em contrapartida, o setor defensivo mostra certa dificuldade de recomposição dos jogadores da faixa central. No recente amistoso realizado contra o Brasil, a Croácia impôs dificuldade na saída de jogo do time adversário. Espera-se que os croatas façam uma boa campanha no mundial, com a qualidade no meio de campo.




© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud