• Jenecordeiro

GRUPO E: NÃO VAI SER FÁCIL PARA OS CANARINHOS. CONHEÇA OS FORTES ADVERSÁRIOS DA CHAVE

O Brasil estreia na Copa do mundo em 7 dias e a "De Prima" analisou as características das seleções que compõem o Grupo E: Suiça, Sérvia, Costa Rica e Brasil


O trio Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus, são as estrelas da seleção verde e amarela. Foto: Divulgação/Pedro Vilela - Getty Images


COSTA RICA


Estilo de jogo: contra-ataque


Jogadores-estrela: Keylor Navas, 31 anos (Goleiro do Real Madrid – ESP) e Bryan Ruiz, 32 anos (Meia-atacante do Sporting – POR)


Treinador: Óscar Ramírez (COS) – desde 2015


Presidente: Luis Guillermo Solís – desde 2014


Regime Político: República democrática presidencialista


Panorama Geral: A seleção costarriquenha busca repetir o feito na Copa de 2014. Em sua melhor campanha, a Costa Rica enfrentou três campeões mundiais na fase de grupo: Inglaterra, Itália e Uruguai. Mas, isso não intimidou a seleção que ficou em 8º lugar no último campeonato e se classificou em 1º lugar na chave. Nas oitavas de final, desbancou a Grécia e chegou até as quartas de finais sendo eliminada pela Holanda em disputa de pênaltis.

Nas eliminatórias para a Copa de 2018, a seleção liderou o grupo B (Haiti, Jamaica e Panamá) na primeira fase com 5 vitórias em 6 jogos. A equipe terminou em 2º lugar (1º lugar: México) e somou 16 pontos em 10 rodadas.


Análise tática: Com estilo de ataque, a Costa Rica aposta em Bryan Ruiz e Bolãnos para balançar as redes. Além disso, Marcos Urenã é uma novidade que promete surpreender e dar continuidade em sua boa fase iniciada no Los Angeles FC.


SÉRVIA


Estilo de jogo: ofensivo


Jogador-estrela: Nemanja Matic, 29 anos (Volante do Manchester United – ING)


Treinador: Mladen Krstajic (BOS) – desde 2018


Presidente: Aleksandar Vučić– desde 2017


Regime Político: República parlamentar


Panorama Geral: Jogando sua segunda Copa do Mundo a Sérvia irá enfrentar a seleção pentacampeã pela primeira vez. No campeonato mundial de 2010, a Sérvia foi eliminada pela Austrália ainda na 1ª fase. Nas eliminatórias para a Copa de 2018, a equipe somou 21 pontos e ficou em primeiro lugar na chave após eliminar a Geórgia num confronto que acabou em 1 X 0. O técnico responsável por levar a Sérvia para o mundial deste ano foi Slavonjub Muslin. No entanto, ele foi demitido do cargo um mês após a classificação. O motivo foi por não ter dado oportunidade para jogadores mais jovens, como Sergej Milinkovic-Savic, destaque da Lazio que é considerado uma grande revelação do país nos últimos tempos.


Análise tática: A preocupação do técnico Mladen Krstajic é com o lado direito da defesa Brasileira. Este é o espaço onde o Atacante Neymar mais atua, por isso a grande aposta no estilo defensivo e na inteligência tática de Matic. No entanto, o técnico também decidiu dar oportunidade para jogadores mais jovens, como o meia Milinkovic-Savic da Lazio, de 22 anos.


SUÍÇA


Estilo de jogo: defensivo


Jogador-estrela: Xherdan Shaqiri, 26 anos (Meia do Stoke City – ING)


Treinador: Vladimir Petković (SUI) – desde 2014


Representante da Confederação Helvética: Alain Berset – desde 2018


Regime Político: República federalista


Panorama Geral: No grupo E, a Suíça é a considerada a seleção que mais vai “dar trabalho”. Na fase eliminatória fez uma campanha quase perfeita obtendo 90% de aproveitamento. Foram 9 vitórias em 10 jogos. A bruxa estava solta no último jogo, contra Portugal, onde os helvéticos sofreram um gol na prorrogação. No entanto, Portugal liderou a chave com a mesma pontuação da Suiça. Na repescagem a Suíça mostrou uma boa tática defensiva e se classificou para a Copa vencendo de 1 X 0.


Análise tática: A principal aposta do time suíço é em Xherdan Shaqiri, considerado um jogador rápido, o meia explora o lado direito do campo com dribles curtos e com chutes fortes, muitas vezes fora da área do gol. Atualmente, ele joga pelo Stoke City e já marcou 20 gols pela seleção suiça. Além disso, a defesa da seleção suíça é considerada uma das melhores do mundo, portanto, não vai ser fácil passar por essa barreira e balançar as redes do adversário helvético.


BRASIL


Estilo de jogo: defensivo/ contra-ataque


Jogadores-estrela: Neymar, 26 anos (Atacante do Paris Saint-Germain – FRA)


Treinador: Tite (BRA) – desde 2016


Presidente: Michel Temer – desde 2016


Regime Político: República democrática presidencialista


Panorama Geral: Por seu estilo de jogar futebol, seu histórico no mundial e os craques presentes na seleção, o Brasil é o favorito no Grupo E. A seleção que mais venceu mundiais possui um grande desafio pela frente. Após o resultado vergonhoso na ultima Copa do Mundo, o inesquecível 7 X 1 sofrido contra os alemães nas oitavas de final da Copa de 2014, coloca duas opções na mente dos jogadores brasileiros: ganhar ou ganhar.

A seleção fez uma boa campanha nas eliminatórias da Copa de 2018. Foram 12 vitórias em 18 jogos.

Há quem acredite no hexa esse ano, mas vale lembrar que não será fácil para os brasileiros, principalmente no primeiro jogo contra a Suiça, considerado adversário mais forte da chave.


Análise tática: O trio Neymar, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus prometem “fazer bonito” nesta Copa. Mas, esses três craques foram muito estudados pelas seleções que compõem a chave e serão muito marcados por seus adversários. Tite também aposta na defesa de sua equipe. Além da dupla de zagueiros Thiago Silva e Miranda, Geromel, que fez uma ótima campanha pelo Grêmio no ano passado, defende a camisa verde e amarela pela primeira vez.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud