• Bruno Nunes

HAMILTON MAIS LÍDER DO QUE NUNCA


Hamilton erguendo o capacete de Lauda ao final da prova. Foto: (Benoit Tessier/Reuters)
Hamilton erguendo o capacete de Lauda ao final da prova. Foto: (Benoit Tessier/Reuters)

Em um domingo de homenagens ao tricampeão Niki Lauda, Lewis Hamilton foi o grande vencedor do GP de Mônaco de Fórmula 1. Vettel e Bottas completaram o pódio da corrida que teve poucas ultrapassagens mas muita emoção, principalmente na disputa pela primeira colocação entre Hamilton e Verstappen. Leclerc, piloto da casa, não teve um final de semana bom e teve que abandonar a prova.


A corrida começou com Hamilton, pole position da prova, largando bem e assegurando a primeira colocação, posição que só foi ameaçada por Max Verstappen já no final da prova. O holandês vinha mais rápido por estar com os pneus em melhor estado de conservação comparado aos de Hamilton, porém, o inglês mostrou porque é pentacampeão, e segurou o ímpeto de Verstappen até o final.


Ao receber a bandeira quadriculada, Hamilton dedicou sua vitória a lenda da F1, o tricampeão Lauda. “Essa é para você, Niki Lauda”, disse o britânico pelo rádio.


Verstappen cruzou a linha de chegada em segundo, mas levou cinco segundos de penalidade depois da Red Bull soltar perigosamente o piloto durante a parada nos boxes. O holandês passou Valtteri Bottas na manobra, mas acabou empurrando Bottas nas proteções causando um furo no pneu do piloto da Mercedes.


A decepção do final de semana ficou por conta do piloto da casa. Charles Leclerc que largou na 15° colocação devido aos erros cometidos pela Ferrari no treino classificatório, teve que fazer uma corrida de recuperação. No início da prova, a estratégia de Leclerc vinha dando certo, logo nas primeiras voltas o monegasco ultrapassou Carlos Sainz e Kimi Raikkonen, o próximo foi Romain Grosjean. Na Rascasse, Leclerc colocou por dentro do piloto da Haas e ganhou a 12ª posição na volta 6. No próximo giro, Leclerc tentou a mesma manobra em cima de Nico Hulkenberg. O piloto da Renault manteve sua trajetória, Leclerc acabou acertando a RS19 do alemão e rodando – com um pneu furado em sua SF90 como resultado.


Leclerc ainda tentou voltar mas com danos graves no chassi o piloto nada pode fazer e teve que abandonar na volta 16. Com a vitória, Hamilton se isolou na liderança do mundial de pilotos com 137 pontos.


MUNDIAL DE PILOTOS


1) Lewis Hamilton, 137 pontos 2) Valtteri Bottas, 120   3) Sebastian Vettel, 82   4) Max Verstappen, 78   5) Charles Leclerc, 57   6) Pierre Gasly, 32   7) Carlos Sainz Jr., 18   8) Kevin Magnussen, 14   9) Sergio Pérez, 13   10) Kimi Räikkönen, 13   11) Lando Norris, 12   12) Daniil Kvyat, 9   13) Daniel Ricciardo, 8   14) Alexander Albon, 7   15) Nico Hülkenberg, 6   16) Lance Stroll, 4   17) Romain Grosjean, 2   18) A.Giovinazzi, 0   19) George Russell, 0   20) Robert Kubica, 0