• Leonardo Cruz

JON JONES BATE RECORDE DE DEFESAS DE CINTURÃO EM LUTA DIFICÍLIMA CONTRA DOMINICK REYES NO UFC 247


A edição do UFC 247 realizada na noite do último sábado, 08/02, na cidade de Houston-EUA, colocou o campeão Jon Jones em um dia seus mais difíceis desafios, lutando na categoria peso meio-pesado, “Bones” enfrentou seu compatriota Dominick Reyes,  que ainda não havia sido derrotado profissionalmente. Além, deste combate, outras onze lutas agitaram o público presente no “Toyota Center”.


Nas lutas válidas pelo card preliminar, destaque para dois combates que terminaram com menos de um minuto. No primeiro, válido pela categoria peso-pena, o estadunidense Journey Newson não deu chances ao seu compatriota Domingo Pilarte, vencendo por knockout ainda no primeiro round.


A luta começou muito equilibrada, com uma trocação franca, mas logo aos 38 segundos, Newson conseguiu conectar um poderoso direto de direita, derrubando Pilarte imediatamente. No chão, Journey castigou o oponente até a interrupção do árbitro central.


Com este importante triunfo, o estadunidense Journey Newson alcançou a sua décima vitória na carreira profissional, enquanto Domingo Pilarte sofreu sua segunda derrota no UFC, a terceira em seu cartel.



No outro combate do card preliminar que teve um término “relâmpago”, o estadunidense Khaos Williams não deu chances a Alex Morono e venceu também no round inicial por knockout. Está luta foi válida pela categoria peso meio-médio.


Os dois lutadores não perderam tempo, desde os primeiros segundo partiram para a trocação, foi nesse instante que Williams conseguiu aplicar bons golpes que balançou seu adversário. Percebendo o bom momento, ele partiu para o ataque definindo o combate em apenas 27 segundos.


Com está impactante vitória, Khaos Williams chegou ao sétimo triunfo consecutivo, a décima vitória na carreira, em contrapartida, Alex Morono acrescentou a sexta derrota em seu cartel.


Já nos combates válidos pelo card principal, uma das lutas com maior destaque foi a vitória do neozelandês peso pesado Justin Tafa ainda no primeiro round por knockout sobre o estadunidense Juan Adams.


A luta começou com Adams tentando impor seu jogo, controlando a distância e buscando dominar o centro do octógono. Justin Tafa demonstrava dificuldades para conseguir golpear o adversário, mas no instante em que o estadunidense diminui a distância, Tafa se aproveitou para encaixar uma ótima sequência de golpes. Sem muito poder de reação, seu rival tentou se defender, mas sucumbiu diante do volume imposto pelo neozelandês que só parou de bater com a interrupção do árbitro principal da luta.


Com esta vitória, Justin Tafa alcançou o quarto triunfo em sua curta carreira profissional. Já o estadunidense Juan Adams sofreu sua terceira derrota consecutiva no Ultimate.



No evento principal da noite, válido pela categoria peso meio-pesado, o campeão Jon Jones teve muitas dificuldades, mas conseguiu vencer seu compatriota e até então invicto Dominick Reyes por decisão unânime dos árbitros.


A luta começou com o surpreendente Dominick Reyes sendo mais contundente nos golpes, explorando os contra-ataques, Jones por sua vez tentava controlar o centro do octógono, e aplicar chutes, mas sem muita efetividade no seu jogo.


Em um momento em que o campeão abriu a guarda, Reyes acertou um jab provocando a queda de Jones que se levantou rapidamente. Tentando aproveitar o bom momento, o desafiante partiu para tentar definir o combate, aplicando boas combinações de chutes e socos, mas “Bones” conseguiu administrar bem a adversidade.


No segundo round, Dominick tentou impor o mesmo ritmo dos minutos finais do período anterior, aplicando diversos golpes em Jones que conseguiu sair do raio de ação de Reyes. Mesmo procurando mais a luta, o campeão demonstrava muita cautela, insistindo nos chutes para tentar minar a resistência do adversário.


Já nos minutos finais do round, Jones conseguiu ser mais agudo e acertar bons socos em Reyes que mesmo pressionado, ainda demonstrava forças para contragolpear com muito perigo.


No terceiro round, Jones demonstrou estar mais à vontade no combate, permaneceu com o controlo do octógono, pressionando Reyes e sendo mais contundente nas suas investidas, inclusive tentando levar a luta para o solo, mas sem sucesso. Dominick tentava surpreender com bons chutes mas sempre bem defendidos pelo campeão.


O penúltimo round começou com um Dominick Reyes avassalador, tentando encurralar Jones e aplicando boas sequências de golpes. O campeão se defendeu tentando a queda, mas o desafiante conseguiu com muita habilidade escapar da armadilha de “Bones”.


No restante do quarto round a trocação deu o ritmo, mas já demonstrando cansaço, tanto Jon Jones quanto Dominick Reyes não conseguiam colocar potência e precisão nos golpes aplicados.


No round decisivo, Jones não perdeu tempo e já tentou levar o combate para o chão, mas novamente Reyes conseguiu sair da incômoda posição. Novamente com a luta na trocação, os dois lutadores tentaram suas últimas cartadas com combinações de socos e chutes em busca do knockout mas não conseguiram impedir que o combate terminasse com a decisão dos árbitros.


Ao final da luta, Jon Jones foi declarado vencedor por decisão unânime e manteve o cinturão dos meio-pesados. Ainda igualou o recorde de Demetrious Johnson com onze defesas de título.

O campeão ainda atingiu a marca de dezessete triunfos consecutivos na carreira. Em contrapartida, Dominick Reyes, com esta derrota perdeu sua invencibilidade no MMA.


DEMAIS RESULTADOS DO UFC 247:


CARD PRINCIPAL:

Valentina Shevchenko venceu Katlyn Chookagian por knockout no 3° round;

Dan Ige venceu Mirsad Bektic por decisão dividida;

Derrick Lewis venceu Ilir Latifi por decisão unânime.


CARD PRELIMINAR:

Trevin Giles venceu James Krause por decisão dividida;

Lauren Murphy venceu Andrea Lee por decisão dividida;

Mario Bautista venceu Miles Johns por knockout no 2° round;

Andre Ewell venceu Jonathan Martinez por decisão dividida;

Youssef Zalal venceu Austin Lingo por decisão unânime.