• Leonardo Cruz

JUSTIN GAETHJE ATROPELA CERRONE E SE APROXIMA DO CINTURÃO


Foto: UFC Divulgação

No último sábado (14/09), os canadenses de Vancouver tiveram a oportunidade de prestigiar mais uma edição do UFC. O evento foi formado por doze lutas de altíssimo nível, tendo como combate principal, a disputa entre os estadunidenses Justin Gaethje e Donald Cerrone, válida pela categoria peso-leve.


Buscando dar continuidade a sua ótima fase, Justin Gaethje subiu ao octógono disposto a vencer Donald Cerrone por knockout e foi o que aconteceu. A luta começou muito estudada, com os dois lutadores tentando aplicar combinações de golpes, mas com pouca contundência.


Aos poucos, Gaethje passou a encontrar a melhor distância e conectar seus socos com maior volume, incomodando o seu adversário. Já nos minutos finais do primeiro round, Donald Cerrone cometeu um erro ao tentar golpear o rival, atento, Justin Gaethje acertou inicialmente um cruzado de direita e depois uma sequência de golpes até a interrupção do árbitro.


Com esta vitória, Justin Gaethje alcançou a marca de vinte e um triunfos na carreira profissional, a terceira consecutiva no Ultimate. Já o experiente Donald Cerrone, que sofreu a segunda derrota seguida no UFC, acumula treze revezes em seu cartel.



Foto: Jeff Bottari

No co-evento principal do UFC Vancouver, em uma luta extremamente disputada, o brasileiro Glover Teixeira venceu por decisão dividida o ucraniano Nikita Krylov em combate válido pela categoria peso meio-pesado.


No primeiro round, Glover levou o combate para o chão buscando a finalização, pressionou o adversário, mas o ucraniano não só demonstrou tranquilidade para defender bem as tentativas do brasileiro como ainda conseguiu reverter a situação e quase obteve sucesso ao encaixar um mata-leão em que Teixeira precisou aplicar suas técnicas de Jiu-Jitsu para se defender.


No segundo round, os lutadores mudaram a estratégia e partiram para a trocação, o brasileiro passou a controlar o centro do octógono e conectava golpes com maior intensidade. Krylov por sua vez, não se intimidava e levava perigo nos contragolpes. Nos instantes finais do round, o ucraniano tentou levar o combate para o solo, mas pouca coisa mudou nos segundos finais.


Glover teve outra grande oportunidade para finalizar o combate logo no início do terceiro round, Krylov tentou levar a luta para o chão, mas após um descuido, o brasileiro conseguiu encaixar uma guilhotina, mesmo com muita dificuldade, o ucraniano conseguiu se livrar da incômoda posição. O combate permaneceu muito disputado, cada oponente buscando a melhor situação para tentar a finalização, nos minutos finais, Glover ainda tentou uma chave de braço e outra guilhotina, mas sem êxito.


Ao final do combate, os árbitros deram a vitória ao brasileiro Glover Teixeira por decisão dividida. Este foi o trigésimo triunfo na carreira do mineiro que agora tem três vitórias consecutivas no UFC. Em contrapartida, o ucraniano Nikita Krylov sofreu sua sétima derrota na carreira profissional.



Foto: UFC Divulgação

No card preliminar, destaque para o brasileiro peso-pesado Augusto Sakai venceu o polonês Marcin Tybura por knockout em 59 segundos de luta. O combate começou com Sakai controlando o centro do octógono e encurralando seu adversário aplicando uma série de golpes até a interrupção do árbitro dando a vitória ao brasileiro.


Com este triunfo, Augusto Sakai mantém sua invencibilidade no Ultimate e alcança a marca de quatorze vitórias na carreira. Já o polonês Marcin Tybura sofreu sua segunda derrota consecutiva no UFC e o sexto revés em seu cartel.


Outro knockout que aconteceu ainda no primeiro round no card preliminar ocorreu na vitória de Louis Smolka sobre Ryan MacDonald, em luta válida pela categoria peso-galo.


O havaiano começou a luta com muita intensidade, aplicando diversos golpes no adversário sem deixá-lo desenvolver seu jogo. Faltando menos de 30 segundos para o final do primeiro round, Smolka acertou alguns cruzados de direita derrubando MacDonald e não permitindo qualquer poder de reação ao rival.


Com a vitória, o havaiano Louis Smolka alcançou a marca de dezesseis triunfos na carreira e se recuperou da derrota na última luta no UFC Fight Night 146 em março deste ano para Matt Schnell. Por outro lado, o estadunidense Ryan MacDonald sofreu sua segunda derrota consecutiva no Ultimate.


DEMAIS RESULTADOS DO UFC VANCOUVER:


CARD PRINCIPAL:

A luta entre Todd Duffee e Jeff Hughes foi declarada sem resultado;

Tristan Connelly venceu Michel Pereira por decisão unânime;

Uriah Hall venceu Antonio Cara de Sapato por decisão dividida;

Misha Cirkunov venceu Jimmy Crute por finalização no 1º round.


CARD PRELIMINAR:

Miles Johns venceu Cole Smith por decisão dividida;

Hunter Azure venceu Brad Katona por decisão unânime;

Chas Skelly venceu Jordan Griffin por decisão unânime;

Austin Hubbard venceu Kyle Prepolec por decisão unânime.