• Vinicius Rodrigues

MAIS UM PASSO PELA OBSESSÃO


“Quem está classificado ?“ Foto: César Greco


Terça-feira de futebol no Allianz Parque, pelo menos na segunda etapa. Com dois tempos distintos o Palmeiras venceu o Godoy Cruz por 4 a 0 e conseguiu avançar para as quartas de finais da Libertadores da América.


Noite feliz para Borja que marcou novamente e saiu de campo aplaudido de pé pela torcida, o termômetro do Verdão na partida foi o quente Felipe Melo, que ontem estava frio e calmo, usou e abusou da experiência para passar tranquilidade aos jogadores do Palmeiras.


O torcedor que cobrou no último sábado e com toda razão, ontem foi essencial, apoiou os 90 minutos passando para equipe o quão é importante a “Obsessão pela América”. Dentro de campo se faltou técnica, sobrou fibra, os jogadores entenderam que para conquistar a Libertadores é necessário jogar com “a alma e o coração”,.


Se o primeiro tempo o Verdão novamente foi o dos últimos jogos, apático, sem brio. Na segunda etapa a postura foi outra, o time voltou aguerrido e em um único momento de tensão na partida foi quando o árbitro levou a mão no ouvido para escutar o VAR, após a revisão ele assinalou pênalti, muito duvidoso, mas importantíssimo para abrir caminho ao passeio verde na sua arena.


Muitos torcedores cobraram e se perguntavam, “quem pode ser o nosso camisa 9”, o colombiano Borja respondeu, após marcar o segundo do Palmeiras foi até a câmera e disse “Eu sou o 9”, se será ele mesmo não sabemos, até porque o Felipão não dá pistas sobre sua equipe. Se foi uma noite feliz para o atacante palestrino, podemos dizer que mais uma vez as palavras de Luís Felipe Scolari foi infeliz, muito mal nas declarações.


Enquanto o Palmeiras segue nesta incógnita de quem será o centroavante, Guatavo Scarpa segue marcando, ontem o meia fez mais um e agora soma 9 gols na temporada é o artilheiro da equipe no ano, muitos não entendem o porque ainda não assumiu a condição de titular. Ontem entrou e mudou o jogo.


Palmeiras que conseguiu finalizar 12 vezes certas no gol dos argentinos na segunda etapa, maior número de acertos no ano. Palmeiras que não sabe jogar com a bola nos pés, até porque imprime muita velocidade e define muito rápido suas jogadas como foi no quarto gol, Diogo Barbosa que atravessa um bom momento, percorreu boa parte do campo até encontrar Dudu, que com muita tranquilidade, chutou firme para marcar o quarto gol e jogar pra longe toda desconfiança que ronda os ares do Verdão.


Agora a competição é outra, porém a pressão continua, pela frente um velho conhecido, seu arquirrival Corinthians. O Palmeiras precisa da vitória para tentar retomar a ponta do nacional, a vitória seria ótima para resgatar também a confiança e o bom futebol apresentado no início do ano. Palmeiras que não precisa ser brilhante, mas que os atletas possam entender o que sai da arquibancada, “mas eu só quero que venham jogadores que honrem a camisa e lutem sem parar”.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud