• Paulo de Paula

MIAMI HEAT: A MELHOR SURPRESA DA NBA ATÉ O MOMENTO



Time de Miami ganhou forças com a liderança de Jimmy Butler. Foto: Jason Vinlove/NBA Today Sports

A temporada 2019/2020 da NBA é considerada uma das mais equilibradas das últimas edições. Com o fim da dinastia do Golden State Warriors e a saída de Kawhi Leonard dos Raptors, atual campeão, certas franquias aproveitaram os bons nomes que estavam disponíveis no mercado e formaram boas equipes. Os times de Los Angeles (Lakers e Clippers) aparecem com um leve favoritismo, mas algumas surpresas prometem dificultar a vida desses times. Um deles é o Miami Heat.


Com um tricampeonato e muitos ídolos recentes, como Chris Bosh, Ray Allen, Lebron James e D-Wade, o time de Miami perdeu forças após perder a final de 2013/2014 para o Santo Antonio Spurs e não apareceu mais entre as melhores forças da NBA. Durante esse tempo, se preocupou em criar cap-space e formar alguns jovens para colher os frutos em um longo prazo. Após a aposentadoria de Wade e a frustração por não ter chegado nos playoffs na temporada passada, a equipe decidiu que agora é a hora de começar a formar um elenco mais farto.


Nessa temporada, decidiu investir em um all-star e contratou Jimmy Butler. O ala-pivô Meyers Leonard também chegou para aumentar a rotação do time. Mas as maiores surpresas são os jovens Tyler Herro e Kendrick Nunn. Herro foi a 13º escolha e contratado para ser um chutador, logo se entrosou muito fácil no time e tem feito bons jogos. Nunn passou batido na loteria do draft e rejeitado pelos Warriors, então ganhou uma chance no Heat e agarrou muito bem: até agora, são 15 pontos, 2 rebotes e 3 assistências de média. Ambos brigam pela corrida de melhor novato do ano.


O Heat ainda está contando com a grande evolução do pivô Bam Adebayo, que briga pelo título de jogadores que mais evoluíram nessa temporada. Chama atenção sua versatilidade e aporte físico, além de uma defesa sólida e encantadora. Com essa formação de jogadores, Miami se fez direito de ter Goran Dragic no banco na maioria dos jogos. O armador experiente vem entrando e contribuindo muito bem.


E não pode faltar considerações ao treinador Erik Spoelstra. No Heat desde 1993, chegou ao cargo de técnico principal em 2008 e, até o momento, vem fazendo um dos melhores trabalhos da liga: já foram dois títulos da NBA e um all-star. Nesse ano, se destaca por ter um jogo envolvente e uma defesa mais em zona. O rápido desenvolvimento e entrosamento dos jovens com os veteranos também vem chamando atenção.


Com isso, o time que estava sendo projetado na briga pela 4ª e 5ª colocação de sua conferência, está brigando forte pela liderança. Em 3º lugar com 72% de aproveitamento, já obteve grandes vitórias que levam os fãs da NBA a acreditar que o time tem chances de chegar ao topo.