• Bruno Nunes

Mundial de Vôlei Feminino de 2022 será realizado em dois países.


(Foto: FIVB)

A próxima edição do Campeonato Mundial de Vôlei Feminino, assim como a edição masculina de 2018, será realizada em dois países. Em evento comemorativo do 90° aniversário da Federação Polonesa de Voleibol (PZPF), realizado em Varsóvia no último sábado (12), foi anunciado que Holanda e Polônia serão anfitriãs da 19° edição da competição que será realizada em 2022.


A escolha da sede compartilhada entre dois países segue um modelo utilizado na edição masculina da competição, que teve Itália e Bulgária como realizadores do evento. Ary Graça, presidente da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), afirmou que o processo que definiu a escolha foi criterioso e que a entidade está muito satisfeita, ressaltou também a paixão do público pela modalidade e a capacidade dos países em receber grandes eventos esportivos.


A seleção brasileira nunca conquistou a competição que ocorre a cada quatro anos, na edição de 2018, a equipe comandada pelo técnico José Guimarães não conseguiu um bom resultado, levando em consideração a qualidade do vôlei praticado no Brasil, ficando na sétima posição. O título do torneio ficou com a Sérvia, que bateu a Itália na grande final. Completando o pódio em terceiro lugar ficou a China, que venceu a seleção da Holanda na disputa do terceiro lugar.


O time brasileiro foi finalista do mundial em três oportunidades, em 1994, jogando em casa, nossa seleção não teve forças para derrotar a forte equipe cubana, perdendo por 3 sets a 0. Já em 2006 e em 2010, a Rússia acabou se sagrando campeã vencendo as meninas do Brasil em partidas disputadas que foram decididas apenas no tie-break.


Maiores vencedores da competição:

Rússia 7

Japão 3

Cuba 3

China 2

EUA 1

Itália 1

Sérvia 1

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud