• Evelyn Cristina

Nasce uma estrela: Luka Doncic

É comum encontrarmos jogadores estrangeiros na NBA, muitos deles tendo status de ídolo, como, por exemplo, Manu Ginobili, nascido na Argentina, que anunciou sua aposentadoria antes do início dessa atual temporada, tendo atuado pelo Spurs durante 16 anos. Além de Dirk Nowitzki, alemão, que ainda joga pela equipe do Dallas Mavericks, completando 20 anos de NBA.

O nome da vez é com certeza Luka Doncic, o rookie esloveno de 19 anos que está atraindo olhares de todos os amantes da liga. Nascido em 1999, na cidade de Ljubljana – Eslovênia foi draftado pelo Atlanta Hawks na 3ª escolha, mas sendo trocado na sequência para o Dallas Mavericks, equipe que havia draftado Trae Young.

Aos 13 anos, jogando pelo Olimpija Ljubljana, ganhou seu primeiro MVP no Torneio Lido de Roma, tendo feito um triplo-duplo na final: 54 pontos, 11 rebotes e 10 assistências. Cinco meses após, assinou seu contrato de 5 anos com o Real Madrid, time que daria a tão sonhada visibilidade para que pudesse alcançar a NBA.

De abril/2012 até abril/2015, Doncic atuou pelas categorias inferiores do Real Madrid, onde conquistou 7 campeonatos e 9 prêmios de MVP, além de ser considerado membro do quinteto ideal de um desses campeonatos (Torneio Júnior Ciutat de L’Hospitalet) em 2015. Aos 16 anos, dia 30 de abril de 2015, o esloveno estreou com a equipe principal do Real Madrid na Liga ACB, sendo o jogador mais jovem a debutar pela equipe, tornando-se, na temporada seguinte parte da rotação do time principal.

Luka comemorou 5 títulos com a equipe principal madrilenha, sendo 3 Ligas ACB (2014-15; 2015-16; 2017-18) e também vários prêmios individuais, dentre eles 6 prêmios MVP, membro do quinteto ideal do EuroBasket de 2017, membro do quinteto jovem ideal da ACB 2016-17 e melhor jogador jovem da ACB 2016-17.

A estréia do esloveno na NBA pela equipe do Texas foi no dia 17 de outubro de 2018, onde enfrentou e perdeu para Phoenix Suns, a equipe de Deandre Ayton, a 1ª escolha no draft. Sua estréia foi, de certa forma, apagada por tudo que se esperava dele. O calouro obteve 10 pontos, 8 rebotes, 4 assistências, 4 desperdícios de bola, 5/16 nos arremessos e surpreendente 0/5 nas bolas de 3 pontos, uma de suas características mais fortes, além de 0/2 nos lances livres.

Mas o calouro foi deixando a timidez de lado ao decorrer dos jogos e, quando completou seu 10º jogo pelo Dallas, anotou seu nome na história como sendo o segundo jogador com o maior número de pontos nos 10 primeiros jogos da liga, tendo somado 198 pontos. Fica só atrás de Kevin Durant que tem a marca de 201 pontos.

Além dessa marca, Doncic também se tornou o primeiro novato desde Michael Jordan em 1984-85 a ter a média de 20 pontos, 6 rebotes e 4 assistências por jogo. Detalhe interessante é que: Jordan tinha 21 anos, enquanto nosso rookie maravilha tem apenas 19. Sua média de arremesso é 45.7%, 39.8% nos arremessos de 3 pontos e 79.5% nos lances livres.

A atuação do menino prodígio no sábado (17/11) contra o campeão Warriors deixou todos mais apaixonados ainda do que já estavam. Luka não tomou conhecimento da equipe adversária e marcou 24 pontos, 9 rebotes e 4 assistências durante os 36 minutos que esteve em quadra. O ala-armador do Dallas Mavericks ainda foi o responsável pela cesta que virou o confronto quando faltava menos de um minuto para o final do jogo, além de converter os 2 lances livres nos segundos finais da partida, garantindo a vitória para a equipe texana.

Luka Doncic na vitória do Dallas Mavericks sobre o Golden State Warriors. Foto: Ron Jenkins

A expectativa que se criava para ver se o menino esloveno daria ou não certo era alta e, até o momento, ele vem correspondendo. Melhorando seu jogo a cada partida, diminuindo e consertando suas falhas, aperfeiçoando seu próprio basquete. O calouro vem liderando a corrida pelo prêmio de Rookie Of Year e, se manter o nível, dificilmente alguém tirará dele. Não há dúvida nenhuma de que Luka Doncic será gigante na liga e colocará seu nome na história.

+