• Bruno Nunes

O BICHO PAPÃO DA AMÉRICA

O Carlos Barbosa conquistou na tarde de hoje (21), a Copa Libertadores de Futsal ao derrotar o Cerro Porteño do Paraguai por 3 a 1. Com a vitória, a equipe gaúcha se tornou a maior vencedora da competição com 7 títulos (2002, 2003, 2010, 2011, 2017, 2018, 2019).


Foto: Ulisses Castro / ACBF
Foto: Ulisses Castro / ACBF

A final começou com o time paraguaio acelerando as jogadas, na tentativa de surpreender a equipe do técnico Marquinhos Xavier, mas foi o Carlos Barbosa que abriu o placar com Darlan, logo na sequência, Villalba anotou para o Cerro empatando a partida. Ainda no primeiro tempo, Ayala acabou marcando contra, deixando o time brasileiro em vantagem no placar. Mithyuê fechou a conta para o Carlos Barbosa com uma linda cavadinha no segundo tempo.


A vitória neste domingo foi uma revanche para o Carlos Barbosa, que havia perdido justamente para o Cerro Porteño na primeira rodada da fase de grupos por 4 a 2 gols de Villalba (2) e Sallas (2), com Mithyuê e Selbach descontando para os brasileiros. Desta vez a história foi bem diferente da estreia.


Após se classificar em segundo lugar no grupo A, com duas vitórias e uma derrota, o Carlos Barbosa encarou o Corinthians nas quartas de final, vencendo a equipe paulista por 2 a 1. Já na fase semifinal o adversário foi o Panta Walon do Perú, partida que terminou 1 a 0 e assegurou a vaga na grande final.


Pouco antes da partida entre Carlos Barbosa e Cerro Porteño, os colombianos do Alianza Platanera faturaram o bronze ao vencer o peruano Panta Walon por 4 a 1. Já o Corinthians ficou apenas com o quinto lugar na competição, frustrando os torcedores alvinegros que esperavam a primeira conquista continental do futsal do Corinthians.