• Evelyn Cristina

O futuro de Atlanta nas mãos de Young

Se eu falar para vocês que hoje iremos conhecer um pouco mais sobre o Rayford, praticamente ninguém saberá de quem eu estou falando. Mas se eu mencionar o fato de que o Rayford foi a 5ª escolha do draft de 2018 pelo Dallas Mavericks, sendo trocado na sequência para o Atlanta Hawks, vocês já terão uma base do rookie sobre o qual será esse texto hoje.


Foto: Getty Images

Trae Young, nascido na cidade de Norman, Oklahoma em 19 de setembro de 1998 é um armador e atua pelo Atlanta Hawks em sua primeira temporada pela NBA. Em sua cidade natal, Young frequentou a escola Norman North High School, onde no segundo ano iniciou sua vida no basquete, tenho uma incrível média de 25 pontos, 5 assistências e 4 rebotes por jogo, ajudando sua escola a ser campeã do torneio em 2015.


Durante o primeiro ano do ensino médio, a média de pontos de Trae aumentou consideravelmente para 34.2 pontos, 4.6 assistências e 4.6 rebotes, o qual levou o colégio a um recorde de 28-4 naquela temporada, conquistando o título regional. Além disso, por várias fontes, foi escolhido como o jogador do ano de Oklahoma.


Sendo um sênior, a sua média aumentou ainda mais para 42.6 pontos, 4.1 assistências e 5.8 rebotes por jogo, tendo como média de field goal a porcentagem de 48.9%. Foi também considerado um dos melhores jogadores da classe de recrutamento pela ESPN e sites como scout.com e rivals.com.


Trae escolheu cursar a universidade em sua cidade natal, comprometendo-se com a Oklahoma Sooners, sendo o primeiro recruta de cinco estrelas desde Tiny Gallon em 2010. Logo em seu primeiro jogo, o novato ajudou a equipe a vencer a Ball State University, anotando um duplo-duplo com 22 pontos, 13 assistências. Dias depois, contra a Universidade de Oregon Ducks, Young teve uma performance memorável com 43 pontos e 7 assistências, recebendo elogios comparativos a Stephen Curry devido ao seu estilo de jogo.


Em 19 de dezembro de 2017, Trae entrou para a seleta lista dos jogadores (Sherman Douglas, Tony Fairley e Avery Johnson) com o recorde da NCAA distribuindo 22 assistências na vitória contra a Northwestern State Demons.


Porém nem tudo foi mil maravilhas o tempo todo para o novato. Ele passou por momentos complicados contra boas defesas, fazendo com que classificassem sua defesa individual como “pobre”. Mas isso não impedia momento algum de fazer com que Trae continuasse tentando, se esforçando e buscando melhorar seu jogo. Resultado disso é que em 20 de janeiro, anotou um novo career-high com 48 pontos (apesar de ser 14/39 nos chutes em geral).


Young terminou sua temporada liderando o país em várias estatísticas, sendo elas mais assistências (271), turnovers (161), pontos (848), pontos por jogo (27,4), assistências por jogo (8,7) e percentagem de assistência (48,6%). Os 811 pontos marcados no Big 12 Conference (conferência esportiva colegial de dez escolas sediada em Irving, Texas. É membro da Divisão I da NCAA para todos os esportes) quebrariam o recorde de maior número de pontos marcados por um novato, que anteriormente era posto ocupado por Kevin Durant e Michael Beasley.


Em 7 de março de 2018, Young foi anunciado como vencedor do Prêmio Wayman Tisdale de Melhor Calouro Nacional do Ano pela Associação de Escritores de Basquete dos Estados Unidos (USBWA). No final da temporada regular de Oklahoma, Young também foi eleito o Freshman of the Year do Big 12 e foi membro da First Team do All-Big 12. Em adição a tudo isso, Trae foi também escolhido como membro de consenso da All-American First Team, sendo nomeada em várias organizações. Young também se juntou às duas primeiras seleções de 2018, DeAndre Ayton e Marvin Bagley III, como o primeiro consenso All-American First-Team a ter três jogadores novatos nomeados lá.


Em 1 de julho de 2018, Young finalmente assinou com o Hawks, sendo uma enorme esperança de reconstrução para a equipe. Em seu terceiro jogo, já anotou um career-high na NBA marcando um duplo duplo com 35 pontos e 11 assistências em uma vitória sobre o Cleveland Cavaliers. Outro momento para ficar guardado na memória foi em uma partida contra o Los Angeles Clippers, onde distribuiu a incrível marca de 17 assistências, além de marcar 25 pontos e pegar 3 rebotes.


Até o momento, a média do nosso rookie é 15.9 pontos, 7.3 assistências, 3.2 rebotes por jogo e 44.8% eFG. Trae chegou na liga com altas expectativas devido sua carreira no colegial, animando os torcedores do Hawks por ter sido o melhor arremessador de sua classe, principalmente no que dizia respeito ao seu arremesso de 3 pontos, algo tão buscado e cobiçado na liga e por ser um ótimo distribuidor de assistências.


Foto: Getty Images

Mas a sua defesa ainda continua algo a ser melhorado e que é muito cobrado por todos, tornando-o ainda bastante criticável, além de cometer inúmeros turnovers considerados bobos, se assim podemos dizer. Porém, devemos lembrar que ele é apenas um novato em sua primeira temporada na NBA e, se na primeira temporada está assim, imaginem com o decorrer dos anos? Olhos abertos em Trae Young!

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud