• De Prima

O VICTOR FERRAZ NÃO PODE MAIS SER TITULAR DO SANTOS

Atualizado: 26 de Ago de 2019


FOTO: Reprodução Premiere
FOTO: Reprodução Premiere

Por: Guilherme Lesnok


É sempre muito difícil falar de uma atuação individual, ainda mais depois de um jogo como o último, contra o Fortaleza. Mas eu sempre tento pensar, ainda mais depois da situação que o país passou nas eleições do ano passado, que se a gente fica neutro numa situação de injustiça, estamos do lado de quem a comete. 


 O Victor ferraz sempre ocupou uma vaga muito mais tática do que de brilho individual. Isso vai desde a era Dorival Jr. A verdade é que o jogador é um semblante esquelético do time. Quando as coisas estão ocorrendo bem, desempenha um papel aceitável. Mas quando algum problema acontece, por menor que seja, ele acaba se perdendo. Existem jogadores como o Daniel Alves, que quando uma adversidade acontece durante a partida, ele consegue remeter aos trilhos corretos. Foi assim que ele fez na partida contra a Juventus, na final da liga dos campeões em 2015. Mesmo com o gol de empate dos italianos, ele não se abateu, assim como todo o time, e caminharam para o título. O Victor Ferraz não consegue. 


O Muricy enquanto esteve no Santos sempre se referia alguns jogadores da base como “defeituosos de fábrica”. Pelo que me parece, o Ferraz tem algum defeito de formação. Mas como eu disse, é preciso ser justo, e muitas vezes ele mereceu estar ali, jogando. Porém depois do jogo contra o Fortaleza, essa situação passou dos limites. E não foi pelo empate. 


“Tivemos chances e não fizemos, poderíamos ampliar. A gente paga pelo estilo de jogo ofensivo. Inexplicável. A gente quer fazer mais e mais”. Essa declaração, partindo do capitão do time, causa um efeito. E isso começa porque quando você consegue abrir 3 gols de diferença, e permite que adversário empate, não é culpa do sistema. Vale lembrar que após o primeiro gol do Fortaleza, o time não foi tão ofensivo como de costume. Foi jogado para trás e não conseguiu mais jogar. E pelo lado direito da defesa do Santos, o Fortaleza teve as maiores chances. Ferraz, o esquema não tem nada a ver com o que aconteceu. Os jogadores de defesa tem. O Aguilar (que é ótimo, mas falhou feio) tem. Você tem culpa, Ferraz. E mesmo eu nunca concordando com a faixa de capitão que você carrega, o momento era pro líder do time puxar toda responsabilidade. Em momento algum você coloca algo que vem dando certo em jogo. Você coloca a atuação no momento. 


Nunca é fácil apontar o dedo e culpar alguém por algo que não deu certo. Mas é sempre importante colocar cada um no seu devido lugar. O Ferraz falou algo o que não pode, e assim como em todas as profissões, tem um preço. E é preciso pagar pelo seu. Que o Sampaoli entenda isso. Nenhum dos treinador que aqui estiveram entenderam, e no final do ano o saldo foi negativo.


Seja diferente, Sampaoli. Pra quem barrou uma das maiores revelações do futebol argentino no últimos anos em plena copa do mundo, sua missão agora é mais simples.