• Leonardo Mendes

PAULISTÃO PARALISADO POR DUAS SEMANAS

A competição será interrompida entre os dias 15 a 30 de Março; Clubes iram debater sobre jogar em outros estados.



Taça do Campeonato Paulista, que será paralisado novamente por conta do Covid-19 - Foto: Fernando Vidotto


Na tarde desta Quinta-feira (11), o Governo do Estado de São Paulo anunciou a paralisação de todas as atividades esportivas, incluindo o Campeonato Paulista, que vai ser paralisado por duas semanas, dos dias 15 a 30 de Março.


A decisão vai em contra-mão ao que a FPF (Federação Paulista de Futebol), que tinha se manifestado contra a paralisação. Porém, os clubes da seria A1 vão se reunir ainda hoje para debater o que pode ser feito para continuar o campeonato. A ideia que tem mais força internamente é a possibilidade de jogar em outros estados.


Mesmo com a paralisação sendo divulgada hoje, o governador João Doria (PSDB) disse que a partida de hoje entre Palmeiras e São Caetano e a próxima rodada, que ocorrerá no fim de semana, iram acontecer e só irá valer a partir do dia 15, na segunda feira.


O Paulistão teve apenas três rodadas das doze que seriam disputadas na fase de grupos. A paralisação repete o que ocorreu no ano passado, praticamente no mesmo período, quando o estadual foi interrompido no dia 16 de março, com a intenção de evitar a propagação do vírus, e retornou dia 22 de julho, um pouco mais de quatro meses depois. Fato que bagunçou o calendário brasileiro.


No Paulistão, a quinta, sexta e sétima rodada serão impactada, sem contar dois jogos atrasados entre Mirassol x Inter de Limeira e São Bento x Palmeiras, que seriam disputadas nos dias 15 e 17 de Março respectivamente. Porém ainda tem duas competições nacionais acontecendo simultaneamente, a Copa do Brasil e a Libertadores. Neste período está previsto dois jogos pela competição nacional: Marília x Criciúma e Mirassol x Red Bull Bragantino, nos dia 17 e 18.


Para as competições, as recomendações são as seguintes: LIBERTADORES: A Conmebol orientou que se procure uma cidade ou Estado, ou em último caso um País onde não tenha restrições para a realização dos jogos.


COPA DO BRASIL: O secretário geral da CBF, Walter Feldman, afirmou que partidas marcadas em Estados ou cidades com restrições sejam remarcados em locais onde não haja problemas para a disputa dos jogos.


Se tudo ocorrer como o esperado, no dia 01 de Abril deveremos ter as situações normalizadas, e as competições poderão ocorrer normalmente. Mas vale lembrar, que caso não consigam alterar os locais das partidas para outros Estados, o calendario será novamente impactado pelo Covid-19.