• Bruno Nunes

QUEM TE VIU QUEM TE VÊ, FERRARI


Decepção de Charles Leclerc após bater no treino classificatório em Baku - Foto: Clive Mason/Getty Images

Após a quarta dobradinha seguida da Mercedes, a pergunta que fica é: o que está acontecendo com a Ferrari? No período de testes da pré-temporada, a escuderia italiana chegou a ter um ritmo de prova semelhante ao da sua principal rival, desempenho que gerou a expectativa de um campeonato mais equilibrado entre as equipes. Mas os resultados até o momento mostram que a Mercedes continua absoluta na Fórmula 1.


A dupla ferrarista composta pelo tetracampeão Sebastian Vettel e a jovem promessa Charles Leclerc têm sofrido com as decisões tomadas pela equipe durante as provas. Na última corrida, realizado em Baku no Azerbaijão, a Ferrari optou por iniciar com pneus médios no carro de Lecrerc, que largou da oitava posição após ter batido no treino classificatório.

O jovem monegasco chegou a liderar a prova devido a maior durabilidade de seus pneus em relação aos demais, que largaram com o composto macio, porém, no momento em que o carro de Leclerc começou a perder ritmo devido ao desgaste dos pneus, a Ferrari hesitou em chamá-lo para os boxes, o que custou preciosas posições no momento de sua parada.


Leclerc chegou apenas na quinta posição, já Vettel, que largou em terceiro, nada pode fazer e teve que se contentar em ver as Mercedes de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton abrindo vantagem e dominando a prova.



Sebastian Vettel sente o peso de tirar a Ferrari da Fila - Foto: Aly Song/Reuters

Os erros individuais dos pilotos também têm chamado a atenção, além da batida de Leclerc no último treino classificatório, tivemos a rodada de Vettel que disputava a segunda posição com Hamilton no GP do Bahrein. Na mesma prova, uma falha no motor do monegasco tirou do piloto a chance de conquistar sua primeira vitória na Fórmula 1


Se já não bastasse as escolhas erradas, os erros individuais e falhas mecânicas, outro fator que preocupa os ferrarista é a evolução da Red Bull. Considerada a terceira força no grid, a equipe austríaca vem demonstrando um ótimo desempenho, sempre colocando um carro entre as ferraris.


Na disputa entre as equipes pelo Mundial de Construtores, a diferença entre Mercedes e Ferrari já é de 74 pontos com apenas quatro provas disputadas, contrariando todas as expectativas geradas na pré-temporada. O próximo encontro está marcado para o dia 12 de maio no Circuito da Catalunha, onde a Ferrari não vence desde 2013 com Fernando Alonso.


MUNDIAL DE CONSTRUTORES


EQUIPE PONTOS

1) Mercedes 173  2) Ferrari 99   3) Red Bull 64   4) McLaren 18   5) Racing Point 17   6) Alfa Romeo 13   7) Renault 12   8) Haas 8   9) Toro Rosso 4   10) Williams 0  

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud