• Leonardo Cruz

RECUPERAÇÃO EM GRANDE ESTILO


Foto: Getty Images

A edição do UFC Rochester realizado no último sábado, 18/05, promoveu 13 lutas que surpreenderam o público presente na Blue Cross Arena, 9 combate foram decididos por finalização ou knockout. O grande destaque da noite foi a disputa válida pela categoria peso meio-médio entre o brasileiro Rafael dos Anjos e o estadunidense Kevin Lee.


O card preliminar começou com excelentes disputas, logo na primeira luta, o estadunidense Julian Erosa sofreu sua terceira derrota consecutiva, desta vez para seu compatriota Julio Arce. Esta disputa foi válida pela categoria peso-pena.


Desde os primeiros minutos do round inicial, os dois lutadores partiram para a trocação, o que favoreceu Arce que se defendia muito bem utilizando as esquivas e se mostrava extremamente competente ao atacar o oponente, utilizando chutes para desestabilizar Erosa. No retorno para o segundo round, o panorama da luta se manteve da mesma forma, e Arce continuou causando problemas ao rival que tinha grande dificuldade para encontrar a distância.


No round decisivo, Julian Erosa, em desvantagem na pontuação, tentou partir para decidir a luta, mas Arce se mostrava extremamente seguro no combate. Quando parecia que a luta seria decidida por pontos, Julio Arce levou o adversário para as grades combinando ótima sequência de golpes e com um chute alto levou Erosa ao knockout.


Com a vitória, Julio Arce se recuperou da derrota para Sheymon Moraes no UFC 230 e conquistou seu décimo sexto triunfo na carreira profissional. Já seu oponente, Julian Erosa, que ainda não conseguiu vencer no Ultimate, acrescentou a oitava derrota em seu cartel.



Foto: Getty Images

O Brasil foi muito bem representado no UFC Rochester, fazendo sua estreia na organização na categoria peso meio-médio, Michel Pereira, não tomou conhecimento do inglês Danny Roberts e conseguiu um knockout espetacular ainda no primeiro round. Bem a vontade na luta, o lutador paraense partiu para cima do rival desde os primeiros segundo de combate, conectando bons golpes, Pereira controlou o centro do octógono e antes da metade do round, acertou uma joelhada voadora e um potente direto em Roberts que já caiu derrotado.


Este foi o segundo triunfo consecutivo do brasileiro que agora, tem vinte e duas vitórias em seu cartel. Por outro lado, o inglês Danny Roberts, que perdeu sua segunda luta seguida, acumula cinco derrotas na carreira profissional.


Nas disputas envolvendo o card principal, destaque para o brasileiro Charles do Bronx venceu pela segunda vez o estadunidense Nik Lentz, em luta válida pela categoria peso leve. Quatro anos após o último encontro dos rivais, Charles entrou no octógono disposto a provar que também é muito bom na trocação e foi o que o brasileiro fez. Dominou o adversário desde os primeiros minutos de luta, conseguindo conectar bons golpes e quando o combate foi para o chão também controlou totalmente Lentz.


Na volta para o segundo round, Lentz reagiu e tentou levar mais perigo ao brasileiro que não recuou e após acertar uma violenta joelhada no rival, quase conseguiu encaixar uma guilhotina. Do Bronx ainda aplicou um golpe ilegal, mas não foi punido pela arbitragem, o estadunidense não se intimidou e tentou dar um chute em que Charles defendeu bem e contra-atacou com um forte direto que derrubou o oponente. No chão, o lutador brasileiro castigou Lentz até o árbitro interromper a luta, dando a vitória a Charles Do Bronx.


Agora, o brasileiro que tem cinco vitórias consecutivas no UFC, soma vinte e sete triunfos em seu cartel e o estadunidense Nik Lentz, que tem 30 vitórias na carreira profissional, interrompeu uma sequência de duas vitórias consecutivas no Ultimate.



Foto: UFC Divulgação

No evento principal da noite, o brasileiro Rafael dos Anjos lutou contra o estadunidense Kevin Lee e não decepcionou. Vindo de duas derrotas seguidas, o lutador carioca mostrou bastante segurança durante os quatro rounds da luta, aproveitou o fato do adversário estar subindo de categoria e teve o controle do combate por quase todo o tempo. Em alguns momentos, principalmente no round inicial, Lee tentou pressionar dos Anjos que soube administrar bem os instantes de adversidade.


Rafael dos Anjos esteve próximo da vitória no segundo round, onde tentou encaixar uma guilhotina e também no princípio do terceiro round em que o brasileiro acertou uma joelhada no adversário, mas sem muita contundência. Neste instante, o sinal de cansaço dos dois oponentes já era visível e isso provocou uma queda da intensidade da luta.


Na volta para o quarto round, Rafael dos Anjos apostou nos chutes para desestabilizar Lee que não demonstrou sentir os golpes. Na sequência, o brasileiro conseguiu levar a disputa para o chão, dominando completamente o estadunidense, conseguiu encaixar um katagatame, golpe tradicional no Judô e no Jiu-Jitsu, obrigando Kevin Lee a bater em desistência.


Esta foi a vigésima nona vitória na carreira do brasileiro Rafael dos Anjos que não vencia no UFC desde 2017 quando derrotou Robbie Lawler. Kevin Lee agora tem cinco reveses na carreira e perdeu suas duas últimas lutas no Ultimate.


Outros resultados do UFC Rochester:


Card principal:

Ian Heinisch venceu Antonio Cara de Sapato por decisão unânime;

Felicia Spencer venceu Megan Anderson por finalização no 1º round;

Vicente Luque venceu Derrick Krantz por knockout no 1º round;

Davi Ramos venceu Austin Hubbard por decisão unânime.


Card preliminar:

Aspen Ladd venceu Sijara Eubanks por decisão unânime;

Desmond Green venceu Charles Jourdain por decisão unânime;

Grant Dawson venceu Mike Trizano por finalização no 2º round;

Ed Herman venceu Patrick Cummins por knockout no 1º round;

Zak Cummings venceu Trevin Giles por finalização no 3º round.