• filipeq09

"REFORÇO" DE PESO!


Foto: Divulgação / saopaulofc.net

Após algumas contratações pontuais agradaram o torcedor São-paulino com a chegada da nova diretoria, Miranda, Eder, Benitez, Rigoni, além de Gabriel Neves e Calleri mais recentemente, enfim, todos estes ganharam destaque nas postagens de "bem-vindo" da massa Tricolor. Mas nenhum destes foi mais comentado nas redes do que o camisa 10 atual.


A verdade é que a maioria da torcida estava engasgada com a palavra "Daniel Alves", nome que ecoou por muito tempo pelo Morumbi, na mídia e na voz dos demais que acompanham futebol. O lateral que queria virar meio-campista chegou com uma promessa milionária na mesa, e logicamente, a aceitou de prontidão. Mas os caminhos foram se tornando obscuros para ambos os lados. O São Paulo com sua pior gestão da história, se afundou em dívidas e um dos prejudicados foi o atleta, gerando uma relação desgastada e culminando no fim difícil neste vínculo.


Se o São Paulo ganhou um torcedor no início, agora tem um "inimigo", que luta pelos seus direitos, mesmo que não seja da melhor forma (como faltar ao treinamento do clube sem aviso prévio). Dani Alves sai pela porta dos fundos do Morumbi, assim como muitos já fizeram por lá e em outros clubes do futebol brasileiro e internacional, em sua maioria por conta das más gestões de seus cartolas.


No caso atual, se formos pesar na balança, o São Paulo sai como favorecido na situação pelo fato de não ter que pagar por hora os demais meses de salário e mesmo tendo ainda cerca de R$ 11 milhões em dívidas, pode se dizer que o Tricolor ganhou um reforço de peso, tanto no bolso (mesmo que pouco ainda) quanto no ambiente e na técnica, pois o jogador não entregou tudo o que poderia, nem dentro de campo tampouco nos bastidores, falando mal da instituição por conta da gestão anterior e do compromisso firmado com ele, colocando assim um fogo desnecessário no pavil (que já é curto por si só) da torcida Tricolor.


Daniel Alves comprou uma briga que ele não teria possibilidades de ganhar, mais uma vez a tentativa de driblar fora das quatro linhas foi mal sucedida, como em toda a sua carreira, sem novidades por enquanto. É como diz o próprio ditado, o "São Paulo é Soberano", portanto não deve se rebaixar a ninguém. Parabéns aos envolvidos!