• robson teixeira

RELEMBRE A FANTÁSTICA VITÓRIA DO CRUZEIRO EM CIMA DO SANTOS DE PELÉ NA TAÇA BRASIL DE 1966


Escudo do Cruzeiro campeão da Taça Brasil de 1966. Foto: Twitter/Reprodução

Vamos relembrar uma das maiores zebras da história do futebol brasileiro: a goleada do Cruzeiro sobre o Santos na final da Taça Brasil (atual Cade 1966. O jogo aconteceu no dia 30 de novembro daquele ano, no estádio do Mineirão e o público era de 77 mil pessoas. O juiz era Armando Marques.


O time do Cruzeiro era treinado por Ayrton Moreira e tinha estrelas como Piazza, Dirceu Lopes e Tostão. Do outro lado, o Santos era estrelado por Gilmar, Carlos Alberto, Pepe, Coutinho e Pelé. O time alvinegro era treinado por Lula, que não tem nada a ver com o ex-presidente.


O Cruzeiro tinha um excelente time e chegou à final daquela Taça Brasil após acumular cinco vitórias e um empate em seis jogos. Apesar da qualidade, o clube azul não era visto como favorito, pois o Santos de Pelé formava a base da seleção brasileira e havia ganhado vários títulos no início da década de 60.


Quando a bola rolou, o Cruzeiro mostrou a sua força no primeiro minuto. O atacante Evaldo recebeu passe de Tostão e lançou para o meia Dirceu Lopes. O lateral santista Zé Carlos tentou cortar a jogada e fez um gol contra: 1 a 0 para o Cruzeiro. Quatro minutos depois, Evaldo passou para Dirceu Lopes. O craque passou para o ponta-direita Natal. O habilidoso ponta entortou o santista Zé Carlos e ampliou a vantagem: 2 a 0.


Aos 20, o craque Dirceu Lopes, roubou a bola do zagueiro Oberdan, lhe deu dois dribles e chutou de fora da área: 3 a 0. Aos 39, Dirceu aproveitou uma blitz cruzeirense e fez mais um: 4 a 0. Aos 41 minutos, Dirceu driblou o lendário zagueiro Mauro Ramos e foi derrubado por Oberdan: pênalti. Tostão bateu e acertou o alvo: 5 a 0. Pouco tempo depois, a primeira etapa foi encerrada.


Na saída para o intervalo, a torcida do Cruzeiro provocou Pelé, perguntando onde ele estava. Vale lembrar que o volante Piazza “colocou o Rei no bolso” durante todo o jogo e não lhe deixou fazer nada. Na segunda etapa, o atacante santista Toninho Guerreiro marcou duas vezes e diminuiu a vantagem do Cruzeiro para 5 a 2. Aos 27, o atacante Evaldo chutou e o goleiro santista Gilmar não segurou. O craque Dirceu pegou o rebote e fechou o placar: 6 a 2.


Três minutos depois, Pelé deu um chute no volante Piazza e gerou uma confusão generalizada. O juiz Armando Marques expulsou Pelé e o zagueiro cruzeirense Procópio. Depois disso, os dois times esfriaram o jogo. Era o fim. O show do Cruzeiro estava consolidado e a torcida azul ficou muito feliz.


No jogo da volta, o Cruzeiro foi até o Pacaembu e após estar perdendo por 2 a 0, venceu o duelo por 3 a 2. De forma inesperada, o clube azul de Minas Gerais venceu um dos melhores times da história e conquistou a Taça Brasil de 1966.


Assista aos gols do Cruzeiro naquela histórica final da Taça Brasil de 1966:


© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud