Relembre a grande semifinal da copa de 2006 entre Alemanha e Itália


Foto: Reprodução/Youtube
Del Piero (camisa 7 azul) tenta driblar o goleiro alemão Lehmann. Foto: Reprodução/Youtube

O tema dessa semana é a grande semifinal da Copa de 2006 entre Alemanha e Itália. O jogo aconteceu no dia 4 de julho de 2006, no estádio de Dortmund, na Alemanha e o público era de 65 mil pessoas. O juiz era o mexicano Benito Archundia.


Os germânicos eram treinados por Jürgen Klinsmann e tinham em seu elenco nomes como Lehmann, Philip Lahm, Ballack, Podolski e Klose. A Itália, por sua vez, era treinada por Marcelo Lippi e contava com estrelas como Buffon, Cannavaro, Fábio Grosso, Totti e Del Piero.


Na primeira fase, os alemães venceram a Costa Rica, a Polônia e o Equador. Marcaram oito gols e tomaram apenas dois. Nas oitavas, eles venceram a Suécia por 2 a 0. Nas quartas, a Argentina foi vencida por 4 a 2 nos pênaltis após 1 a 1 em 120 minutos.


Os italianos passaram pela primeira fase ao vencer Gana, empatar com os Estados Unidos e ganhar da República Tcheca. Foram cinco gols marcados e apenas um sofrido. Nas oitavas, os italianos venceram a Austrália por 1 a 0 no último minuto. Na fase seguinte, a Ucrânia foi derrotada por 3 a 0.


Durante os 90 minutos, a partida foi morna e teve poucas chances de gol. Apesar de a Itália controlar o meio-campo com Pirlo e Gattuso, os alemães tentavam atacar com chutes de média distância, porém, Buffon era uma verdadeira muralha e o ataque germânico pouco conseguiu fazer. O tempo regulamentar acabou sem gols e o duelo foi para a prorrogação.


No tempo extra, a Itália partiu para o ataque. Os atacantes Iaquinta e Del Piero entraram no lugar do volante Perrotti e do meia Camoranesi. O time azul passou a usar quatro atacantes. Após a Alemanha perder uma chance clara em uma cabeçada de Podolski, o primeiro tempo da prorrogação também acabou em 0 a 0.


Na segunda parte da prorrogação, a Itália continuou no ataque. Apesar dos alemães quase abrirem o placar com Podolski aos 7 minutos, foi a Itália quem inaugurou o marcador. Aos 12, Del Piero cobrou escanteio, a zaga alemã cortou e a bola sobrou para o italiano Pirlo. O meia passou a bola para o lateral-esquerdo Fabio Grosso chutar no canto direito do goleiro Lehmann: 1 a 0.


Dois minutos depois, a Itália carimbou o passaporte para a final. O zagueiro Cannavaro roubou a bola de Podolski e passou para Francesco Totti. O camisa 10 da Itália lançou para Gilardino. O atacante italiano saiu em velocidade até a grande área, esperou a chegada de Del Piero e passou a bola. O camisa 11 italiano finalizou com classe e a bola foi no ângulo esquerdo de Lehmann: 2 a 0. Depois disso, o juiz apitou o fim do jogo e a Itália foi para a final da Copa do Mundo de 2006.


Assista aos melhores momentos da partida entre Itália e Alemanha pela Copa de 2006: