• Guilherme Amendola

SÃO PAULO JOGA MAL E TROPEÇA DIANTE DOS RESERVAS DO GRÊMIO

O São Paulo entrou para a partida contra o Grêmio na manhã deste sábado no Morumbi, com a missão de se recuperar no Campeonato Brasileiro, após uma dura derrota para o Vasco na rodada passada. Porém o que os quase 47 mil torcedores no estádio presenciaram, foi o sétimo empate da equipe paulista na competição. Já o Grêmio conquistou um bom resultado após uma classificação épica para as semifinais da Libertadores no meio de semana diante do Palmeiras.

Foto: Eduardo Carmim/Lancepress!

Sem um centroavante de ofício a disposição, o técnico Cuca foi obrigado a improvisar o meia Vitor Bueno na função, com Antony e Éverton completando o ataque pelos lados, e repetiu o meio de campo com Dani Alves de meia e a dupla de volantes Tchê Tchê e Liziero. Já Renato Gaúcho colocou o time reserva a campo, com apenas Everton Cebolinha entre os titulares, pensando no confronto contra o Athletico Paranaense na próxima quarta-feira, pelas semifinais da Copa do Brasil.


O São Paulo começou tentando impor um ritmo forte nos primeiros 10 minutos que resultou em uma chance clara perdida por Antony. Porém depois disso produziu muito pouco até o final do primeiro tempo contra um Grêmio que claramente entrou pensando no empate. O tricolor paulista insistiu muito nas jogadas pelo meio e utilizou pouco o lado do campo, com isso tinha poucas infiltrações e pouca profundidade para gerar ocasiões de gol, e conseguiu ser perigoso apenas com chutes de fora da área.


No segundo tempo o tricolor gaúcho saiu um pouco mais para o jogo, mas sem criar grandes oportunidades, e a medida que o tempo ia passando, valorizava mais ainda o empate, tentando parar o jogo para quebrar o ritmo do adversário. Já o São Paulo praticamente repetiu a atuação da primeira etapa e não tinha muitas opções no banco de reservas para tentar mudar o cenário, nenhuma alteração surtiu algum efeito na partida, e o confronto terminou empatado em 0 a 0.


No final ainda houve a expulsão de Antony, que mais uma vez jogou mal e saiu de campo vaiado. Porém é necessário entender que a jóia da base do São Paulo, foi revelada apenas esse ano, e precisará passar por um tempo de maturação até que atinja seu potencial com mais regularidade. Até lá as oscilações estarão presentes e são absolutamente normais.

Foto: Marcos Ribolli

Daniel Alves fez talvez seu pior jogo com a camisa do São Paulo. Prejudicado pelo sistema, não conseguiu encontrar soluções na armação das jogadas. Vitor Bueno não se deu bem na função de 9 e ainda perdeu uma chance clara no segundo tempo, onde deveria ter chutado de primeira mas tentou dominar a bola e perdeu a jogada. Liziero errou muitos passes e pouco produziu para a equipe. De resto, os outros tiveram atuações no máximo medianas, com exceção do goleiro Tiago Volpi que mais uma vez fez um jogo muito seguro.


No geral foi um jogo equilibrado do início ao fim, com o São Paulo tendo as melhores chances, mas sem jogar um grande futebol, indo mal coletivamente e individualmente. Quem sai no prejuízo é tricolor do Morumbi, por estar jogando em casa, brigando na parte de cima da tabela e com todas as atenções voltadas ao Brasileirão, enquanto o Grêmio sai no lucro por ter jogado com a equipe alternativa e estar em outras duas competições onde briga pelo título.


O São Paulo ainda se vê prejudicado pelo planejamento do ínicio do ano, onde teve três treinadores diferentes e o elenco montado ao longo da temporada, além de não conseguir uma sequência com o elenco completo por problemas de lesões. O fato é que as atuações do São Paulo, de uma maneira geral, não têm sido boas, e se quiser se manter na parte de cima da tabela, Cuca e seus jogadores terão que melhorar o desempenho para ficar mais perto das vitórias.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud