• Vinicius Rodrigues

SÓ MAIS DEZESSETE FINAIS


FOTO: César Greco
FOTO: César Greco

Quem acompanhou a quinta-feira de futebol, notou uma agitação fora do normal. No Pacaembu não foi diferente, o Palmeiras estava animado e venceu o CSA por 6 a 2, não permitindo que o Flamengo deslanche na ponta da tabela.


Após a partida o treinador Mano Menezes falou, “foi a melhor partida da equipe no meu comando”, uma boa análise, porque realmente o Verdão fez uma baita partida. Soube explorar os erros do adversário e mostrou força ao enfrentar uma equipe que estava em ascensão e não era derrota há três partidas.


Muitos podem até questionar, “era o CSA”, sim, mas os alagoanos já tirou pontos de boas equipes, do próprio Palmeiras no primeiro turno, do Santos, do São Paulo recentemente, então merecia respeito e atenção. E Victor Hugo em entrevista coletiva já havia alertado sobre.


Sobrou ao Palmeiras eficiência, a equipe foi eficaz lá na frente e com noite inspirada dos seus principais jogadores facilitou sua vida para conquistar os três pontos, agora o Verdão chegou a quinta vitória consecutiva, fato inédito na carreira de Mano Menezes como treinador pelo campeonato brasileiro.


Pra quem dizia e esperava um Palmeiras mais retraído, se enganou. Por varias vezes, não só no jogo de ontem, como também nas outras partidas, chega ao ataque com 7 homens no campo do adversário, dando um volume muito bom. A falta de repertório já não é mais problema no elenco alviverde.


A partida de ontem foi a que o Palmeiras mais trocou passes no campeonato, 625, e tendo 598 acertos ou seja 96% de aproveitamento, um número muito elevado. Um detalhe importante que foi uma posse de bola consciente, já que boa parte do jogo, a bola ficou na parte central do campo 68% pra ser mais preciso, Alviverde que mostra evolução nas criações de jogadas, sabe controlar o jogo e volta ter uma defesa que sofre pouco lá atrás.





A pontaria está calibrada, se há dois meses atrás o torcedor pedia um centroavante, parece que enfim encontraram, Luís Adriano já anotou 6 gols com a camisa do Palmeiras em 9 jogos e vendo sendo um dos destaques do bom momento vivido no clube. O atacante mostra faro de gol, haja vista, ele finalizou apenas 12 vezes ao gol, ou seja, a cada dois chutes marca um gol.


Já que citei destaques individuais, não tem como deixar de falar da regularidade do Felipe Melo, o volante é o melhor jogador do Palmeiras no ano e mais uma vez foi destaque, participou de praticamente todas as saídas de bola, desarmou e comandou o meio-campo da equipe, joga de terno.


O terceiro gol na noite de ontem, mostra bem o que Mano pretende dar a equipe, um time que se movimenta e faça a bola rodar o tempo todo. O gol do Bruno Henrique teve 44 ações na jogada, 38 toques na bola e o Verdão ficou com ela no pé por 1min e 45 segundos, o treinador pede ela no chão e seus comandamos acatam.


Palmeiras que tem pela frente 17 finais até o término deste ano e sabe que será jogo a jogo para assumir a ponta da tabela e ultrapassar o Flamengo que vive um excelente momento na temporada. Verdão que na mão de Mano Menezes tem trilhado um ótimo caminho, e será a única equipe que fará frente ao rubro-negro no nacional.


E pra ser brasileiro outra vez, o Palmeiras precisa ostentar sua fibra, na arquibancada a torcida que canta e vibra, está ansiosa por mais um “cheiro verde” no dia 8 de dezembro.