• Rafael Itapetininga

"SEM APOIO"

Atualizado: Jul 28


Crédito: Getty Images

O futebol mudou.


Talvez esta seja a frase mais utilizada por analistas e torcedores do mundo da bola na atualidade. O que precisamos solucionar é se esta mudança foi positiva ou negativa para o futebol brasileiro.

No último dia (14), o técnico Tite, divulgou a lista dos 24 jogadores convocados para representarem nossa seleção nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O fato que infelizmente vem se repetindo, foi a repercussão negativa que a lista do técnico gerou na imprensa e torcedores. De forma descabida, na humilde opinião deste colunista, o técnico vem sofrendo uma pressão que não condiz com os resultados apresentados. Afinal, o técnico perdeu uma partida oficial desde que assumiu o comando em 2016, e se não apresentou um futebol de encher os olhos, no mínimo trouxe a esperança de volta ao futebol brasileiro. Certamente veio tal afirmação em sua mente, " perdeu o jogo que não podia ",e eu concordo com tal afirmação. Porém, não justifica críticas exageradas com seu trabalho e questionamentos no currículo. Também não concordo com alguns nomes que estão na lista, e isso acontece desde os tempos do glorioso técnico e jornalista, João Saldanha, mas não posso deixar de confiar no trabalho que vem sendo realizado. São 79% de aproveitamento e uma tentativa de reformulação.


Não podemos deixar de pensar que estamos em um ano Olímpico. A CBF, de forma acertada, esta tentando dar o valor devido a competição. Por conta disto, muitos jogadores que estão na lista do técnico André Jardine, já estariam na lista principal.

A verdade é que o atual comandante da seleção está sem apoio. Sofrendo com uma geração de jogadores desacreditados por seu povo. Até seu camisa 10, é questionado pelo seu torcedor, mesmo com um desempenho de 100% nas atuais eliminatórias. A sombra da vez é o técnico Renato Portaluppi, que merecidamente é lembrado, mas não pode ser considerado o salvador da pátria, até porque os números não mentem, e os números de Tite, estão longe de serem ruins.


Vale lembrar, que o último técnico campeão do mundo em 2018, perdeu uma final de Eurocopa em casa, antes de se sagrar campeão. O penúltimo campeão do mundo em 2014, disputou três copas e ganhou apenas uma.

A seleção brasileira volta a campo no próximo dia 04/06, contra o Equador, no estádio Beira-Rio. Depois vai até o estádio Defensores Del Chaco, enfrentar o Paraguai, dia 08/06. Vamos juntos, para frente Brasil. Salvem a Seleção...

ResponderEncaminhar