• Bruno Nunes

SEMANA DE TESTES EM BARCELONA APRESENTA EVOLUÇÃO DAS EQUIPES


Foto: LLUIS GENE / AFP
Foto: LLUIS GENE / AFP

A primeira semana de testes em Barcelona mostrou um pouco do que pode ser a próxima temporada da Fórmula 1, Ferrari e Mercedes mantiveram um bom desempenho e apresentaram carros extremamente competitivos. As duas equipes anotaram tempos melhores, comparados aos da pré-temporada do ano passado, a Ferrari foi 1s627 mais veloz contra 1s476 da Mercedes.


A Red Bull deu suas primeiras voltas com o motor Honda na expectativa de se aproximar de italianos e britânicos na disputa pelo campeonato, a unidade nipônica apresentou um resultado melhor em comparação ao motor Renault, utilizado na última temporada, na melhor volta fez 1s399 abaixo que em 2018. A Toro Rosso também apresentou uma melhora considerável com o novo motor, com um tempo 3s681 melhor que do ano passado.


Falando em evolução, quem mais se destacou foi a Alfa Romeo, que anotou um tempo 4s959 mais veloz que em 2018. Vale ressaltar que na última pré-temporada as condições climáticas atrapalharam os testes. Fez muito frio na ocasião, o que prejudicou o desempenho dos carro. A melhora na maioria das equipes é visível, exceto por uma, a Willians, que apresentou dificuldades para colocar o carro na pista, fato que só aconteceu no terceiro dia. A escuderia que busca voltar aos tempos de glória, apresentou a pior evolução do grid, com uma melhora de 0s145.


Renault, Racing Point MacLaren e Hass também apresentaram resultados melhores, uma explicação para a queda dos tempos pode ser a abertura da asa móvel, já que o circuito de Barcelona possui dois pontos de ativação, um deles em uma longa reta. Os carros retornam às pistas nesta terça feira (26) para a última semana de testes.