• Rayne Oliveira

TORCEDORA IRANIANA COLOCA FOGO NO PRÓPRIO CORPO APÓS SER CONDENADA POR ENTRAR EM UM ESTÁDIO

Atualizado: 13 de Set de 2019



Sahar Khodayari, torcedora do Esteghlal, conhecida como a "garota azul', após ser condenada por entrar em um estadio de futebol, ateou fogo no próprio corpo.


A torcedora entrou no estádio disfarçada de homem, pois no Irã as mulheres são proibidas de frequentar estádios de futebol, desde a Revolução Islãmica, em 1979. Segundo a agência de notícias Shafaghna, Sahar não resistiu aos ferimentos e morreu na última segunda-feira, em um hospital de Teerã.


O ex jogador do Bayern de Munique e da seleção iraniana, Ali Karimi, sendo um dos defensores do direito das mulheres de frequentarem estádios de futebol, se manifestou em suas redes sociais, pedindo para que os torcedores boicotassem os jogos, como forma de protesto.


A morte da torcedora causou tamanha indignação dentro e fora do país. Nas redes sociais foram feitos pedidos para que a federação de futebol iraniana fosse suspensa ou banida. Mesmo com uma vitória em uma partida eliminatória da Copa do Mundo, em Hong Kong, por 2 a 0, nesta terça-feira, o capitão da seleção iraniana, Masoud Shojaei, divulgou uma declaração no instagram, resumindo o jogo como "a vitória mais amarga e triste da equipe nacional".



Durante a partida entre Irã e Marrocos, pela Copa do Mundo, na Rússia, em 2018, Torcedores exibiram um cartaz contra a proibição de mulheres iranianas dentro dos estádios.Foto:Dylan Martinez/Reuters



Gianni Infantino, presidente da FIFA, já havia pedido às autoridades do Irã, que tomassem medidas para que as mulheres tanto iranianas quanto estrangeiras, pudessem entrar nos jogos. Em novembro do ano passado, em Teerã, um grupo de torcedoras foram autorizadas a acompanhar a segunda parte da final da Liga dos Campeões da Ásia, dando indícios de que a situação estava mudando, porém no amistoso do Irã contra a Síria, em junho, as mulheres foram deixadas para fora do estádio e detidas por forças de segurança. Após o ocorrido, um porta-voz da FIFA, anunciou que as autoridades estarão indo até o país, para fazer um reunião a respeito do assunto.




Foto: Reprodução/Twitter


© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud