• Leonardo Mendes

"VAR"ZEANDO

Na estreia de Crespo a beira do gramado, o São Paulo empata com o Botafogo-SP em partida recheado de polêmicas da arbitragem.



Hernán Crespo, técnico do São Paulo em sua primeira partida no comando do time - Foto: Marcos Ribolli


Na noite de ontem (28), o São Paulo recebeu o Botafogo-SP no Morumbi em busca da primeira vitoria para iniciar bem a nova temporada e para mostrar serviço ao técnico Hernán Crespo, que comandou pela primeira vez o time tricolor a beira do gramado. Mas, o argentino teve uma noite de demonstração de como é uma partida em solo brasileiro.


O jogo se mostrou como se era óbvio, tanto pelo abismo técnico e orçamentário entre as duas equipes, que já é algo comum nos estaduais, mas nesse tivemos uma variante a mais. Por conta do novo corona vírus, a temporada de 2020 acabou para o tricolor na última quinta (25) na vitória sobre o Flamengo por 2 a 1 no Morumbi. Então o ritmo de jogo do tricolor era anos luz em comparação ao Botafogo-SP, que realizou sua última partida no dia 29 de janeiro, na derrota sobre o Operário-PR.


Com o time voando fisicamente, o São Paulo fez o seu papel como mandante e pressionou os visitantes por praticamente todo o jogo. Com a escalação de três zagueiros, deu mais liberdade para que os meias pudessem jogar mais na frente, e com a rápida recomposição, o time consegui atacar e não sofria sustos. Mas faltava movimentação e criatividade para quebrar a boa linha de marcação da pantera, que conseguia neutralizar as jogadas tricolores. O jogador mais incisivo do tricolor era Reinaldo, que acertou uma bomba na trave do goleiro Igor. Mas melhor chance da primeira etapa foi do destaque da equipe, Luciano, livre, dominou na pequena área a sobra do escanteio, mas isolou, desperdiçando a melhor chance da equipe, que pouco levou perigo.


Na segunda etapa não deu nem tempo de ver o que havia sido conversado no vestiário tricolor, logo aos 3 minutos, Marlon foi lançado em contra ataque e conseguiu achar Dudu, que tirou de Volpi. Daí se iniciou os problemas com o VAR. A transmissão, que é a mesma que é televisonada, não captou a posição de Marlon, que poderia estar impedido. E com isso, a decisão de campo foi mantida e gol validadp


Com o gol, o São Paulo começou a se lançar (ainda mais) ao ataque, tentando a todo custo. Mas parecia que a bola não queria entrar, e Igor, em uma bela noite, conseguia evitar o gol tricolor. Para tentar a vitoria, Crespo sacou Léo e Igor Vinicius para as entradas de Bruno Rodrigues (mais um estreante) e Galeano. Com as substituições, o time tricolor ficou mais ofensivo e incisivo, e com mais posse de bola, ia desgastando os atletas adversários.


Mas o que já estava maduro, caiu! Aos 29 minutos, Daniel Alves cruzou na aérea, Pablo escorou e Arboleda, livre, leve e solto, pulou para empatar a partida. O gol animou o time tricolor, que fez mais pressão do que ja estava fazendo, mas pecava no ultimo passe. E quando não pecava, o VAR fazia este papel. Em belo lançamento de Bruno Rodrigues, Daniel Alves, que infiltrou entre os zagueiros, só deu a casquinha para trás, Galeano dominou, foi para cima do Lateral e cruzou para Pablo, que dominou, girou e fez um belo gol. Mas o VAR anulou o gol, pois de acordo com as linhas, Daniel Alves estava a frente dos defensores. Porém, de acordo com a regra, o braço não conta para marcações de impedimentos, e na imagem divulgada pelo VAR, aparentemente, é o braço do 10 tricolor que estaria a frente. E já no fim do jogo, Hernanes dominou na entrada da área, armou para o chute e tocou para Galeano, que cortou e bateu, a bola desviou na mão do goleiro e bateu na trave. Mas o que indignou os jogadores foi que o Hernanes foi tocado na área, o VAR analisou e não marcou a penalidade, mas ao invés de deixar o São Paulo cobrar o escanteio, o Arbitro resolveu finalizar a partida.


O empate não foi tão justo nos números, mas no que foi visto no Morumbi, não é de se desmerecer o empate. Ainda muito apático e sem velocidade na saída serão os principais pontos para Crespo analisar, e pelo visto, terá muito trabalho para colocar o time do São Paulo nos trilhos. O tricolor volta entrar em campo na próxima quarta (03) as 17h, contra o Inter de Limeira, no Estádio Major José Levy Sobrinho






© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud