• filipeq09

VILÃO: O PROTAGONISMO NEGATIVO DE DIEGO NO FLAMENGO


Foto: André Durão/Portal GE

Na partida da última quarta-feira, dia 17, entre os rubro-negros Flamengo e Athletico-PR, a falta de precisão e competência nas cobranças de pênalti por parte do time carioca, mandante do jogo, chamou a atenção.


Das cinco chances que teve, o Fla desperdiçou três, marcando apenas um gol e nem precisando cobrar a última, pois o Athletico já havia convertido e se classificado às semifinais da Copa do Brasil 2019.


Líder da equipe milionária, o meio-campista Diego foi o mais criticado pela forma de bater o penal. O craque da camisa 10 mandou muito mal ao chutar no meio do gol e com pouca força, não exigindo muito do goleiro do furação Santos. Não nos cabe julgar a ação do armador, mas sim a consequência do ato.


Mais de 70 mil pessoas presentes no Maracanã certamente não aprovaram o pênalti perdido (nenhum deles, aliás). Mas quanto a Diego, o histórico é grande, já são diversas penalidades máximas perdidas no tempo de Flamengo, além de frequentes jogos decisivos em que o jogador não atua com o protagonismo que deveria.


A displicência, ou excesso de confiança, dele só acaba por rebaixar ainda mais sua moral no Mengão, pois desde sua chegada foi colocada uma expectativa muito grande em cima do atleta, não apenas pelo valor de mercado mas por sua importância para o futebol brasileiro.


Como o próprio disse, "impacto (na temporada) vai existir. É saber lidar com ele. Há muita coisa pela frente". Claramente o jogador está decepcionado, fora este tento perdido, são somados outros, como o da final da Copa do Brasil de 2017, que acumulados o tornam mais vilão do que herói no Fla.

© 2018 WEB RÁDIO DE PRIMA. DESENVOLVIDO POR MVPMOVE

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • Branca Ícone SoundCloud