• Igor Pereira

VIRADA JUSTA DE UM TIME COM DNA DE CAMPEÃO


River Plate Tri-Campeão da Recopa (Imagem: Juan Mabromata/AFP)

Nesta última quinta-feira 30/05, no estádio Monumental de Nunes o River Plate aplicou uma sonora goleada no Athletico-PR em partida válida pela Recopa Sul-americana, jogo de volta.

Em casa o time de Buenos Aires fez o que se esperava dele, se impôs sobre a equipe paranaense e venceu o jogo por 3 a 0, certo que os dois últimos gols foram feitos após os 45 min do segundo tempo após pane da defesa Atleticana, Ignácio Fernandez de pênalti,  Lucas Pratto e Matías Suárez fizeram os gols da partida.

O Athletico-PR teve algumas boas chances a melhor delas com Lucho González após excelente intervenção do goleiro Armani do River, o time ainda teve mais algumas boas chances com Renan Lodi, mas não foi o suficiente, tendo em vista a bela partida que a equipe argentina fez.

ANÁLISE TÁTICA

Taticamente a equipe do River Plate foi muito superior, soube anular os pontos fortes do Athletico que são os dois laterais Renan Lodi e Jonathan, que não tiveram saída de jogo, não conseguiam avançar e dar amplitude ao time. No jogo de ida na Arena da Baixada eles tiveram toda liberdade do mundo e criaram várias chances. Pois bem, o trio de ataque do River com Pratto, Borré e Ignácio confundiam a defesa paranaense a todo momento, um jogo muito bem pensado pelo técnico Marcelo Gallardo, que soube anular os pontos fortes do adversário com muita movimentação e pressão, coisa que o furacão faz sempre.

VITORIOSO, ESTRATEGISTA E LETAL


Divulgação: River Plate

O técnico Marcelo Gallardo mostrou mais uma vez o porquê do acúmulo de tantos títulos nos últimos anos. Contra o Athletico-PR mais um título internacional, mais uma final vencida pelo River e a fileira de conquistas que o clube e o comandante vem arrebatando. Já são 10 títulos em 13 disputados pela equipe de Gallardo, que se tornou o treinador mais vitorioso da história do River. Isso só mostra o quão bom e efetivo é o trabalho do argentino no comando do Los Millonarios, atual campeão da Libertadores, que com certeza irá brigar novamente pelo título da competição.

Mesmo com momentos turbulentos comandando a equipe, o treinador sempre teve o elenco nas mãos e respaldo da diretoria, foi ídolo como jogador, agora ídolo como técnico, isso serve de lição para o futebol brasileiro que é imediatista e não deixa os técnicos ter um tempo mínimo de trabalho. Já é um excelente treinador, vitorioso, estrategista e letal.